SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.45 issue1The experience of suffering: stories told by hospitalized childrenMusic in human terminality: the family members' conceptions author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista da Escola de Enfermagem da USP

Print version ISSN 0080-6234

Abstract

FONTENELE, Fernanda Cavalcante  and  CARDOSO, Maria Vera Lúcia Moreira Leitão. Lesões de pele em recém-nascidos no ambiente hospitalar: tipo, tamanho e área afetada. Rev. esc. enferm. USP [online]. 2011, vol.45, n.1, pp.130-137. ISSN 0080-6234.  http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342011000100018.

Lesões de pele podem ocorrer em recém-nascidos (RNs), na Unidade de Terapia Intensiva Neonatal (UTIN). Objetivou-se identificar lesões de pele em recém-nascidos internados em uma UTIN, considerando tipo, área afetada e tamanho. Estudo prospectivo, descritivo, quantitativo, realizado de março a maio de 2007, em uma instituição pública de Fortaleza-CE, Brasil. A amostra foi composta de 137 recém-nascidos, destes 36 (26%) apresentaram lesões. RESULTADOS: hematomas (24;46%), eritemas (9;18%), escoriações (6;12%), equimoses (5;10%), pústulas (3;6%) e outras (4;8%). Quanto à área: 40% eram < 1cm2. Quanto ao tamanho: 68% tinham entre 1 e 2cm. Predominou a forma geográfica (38%) e distribuição localizada (92%). Quanto à região afetada: membros (27; 52%), tronco (12; 24%), cabeça (8; 16%) e outras (4;8%). Concluiu-se que as lesões de pele mais presentes são os hematomas e a área mais afetada é a dos membros.

Keywords : Recém-nascido; Enfermagem neonatal; Equimose.

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · English ( pdf epdf ) | Portuguese ( pdf epdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License