SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.45 número1O enfermeiro no cuidado à vítima de trauma com dor: o quinto sinal vitalColchões do tipo caixa de ovo: um reservatório de Staphylococcus aureus resistente à meticilina? índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Revista da Escola de Enfermagem da USP

versão impressa ISSN 0080-6234

Resumo

CAETANO, Joselany Afio et al. Identificação de contaminação bacteriana no sabão líquido de uso hospitalar. Rev. esc. enferm. USP [online]. 2011, vol.45, n.1, pp. 153-160. ISSN 0080-6234.  http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342011000100021.

O estudo realizou a análise bacteriológica de sabões líquidos utilizados para lavagem das mãos dos profissionais de saúde. Trata-se de estudo exploratório transversal, desenvolvido nas unidades de internação de hospital de médio porte em Fortaleza/CE. Os dados foram colhidos no período de maio a julho de 2007. Do total de 59 frascos com sabão líquido, 33 continham os seguintes microorganismos: Burkholderia cepacia (n=14), Pseudomonas putidas (9), Pseudomonas aeruginosa (3), Klebsiella pneumoniae (3), Enterobacter cloacae (2), Pseudomonas luteola (2). As unidades com maior número de amostras contaminadas foram a clínica cirúrgica (n=7) e a clínica dermatológica (n=4). A contaminação também foi verificada em frasco original do mesmo lote de sabão líquido usado para abastecer as saboneteiras. Podemos concluir ser necessário disciplinar e controlar a qualidade desses produtos nas linhas de produção tanto quanto nas fases de uso nos serviços de saúde, sobretudo porque sua utilidade se presta à prevenção de infecção hospitalar.

Palavras-chave : Lavagem de mãos; Sabões; Contaminação; Infecção hospitalar.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português | Inglês     · pdf em Português | Inglês