SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.45 issue3Caring for the patient in the process of dying at the Intensive Care UnitMonitoring the physical processes of sterilization in hospitals in the state of Goiás author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista da Escola de Enfermagem da USP

Print version ISSN 0080-6234

Abstract

FERREIRA, Adriano Menis; ANDRADE, Denise de  and  HAAS, Vanderlei José. Contaminação microbiana das luvas de procedimento após a abertura da caixa e durante sua exposição ambiental. Rev. esc. enferm. USP [online]. 2011, vol.45, n.3, pp. 745-750. ISSN 0080-6234.  http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342011000300028.

Este trabalho teve como objetivo quantificar as Unidades Formadoras de Colônias (ufc) das luvas de látex para procedimentos no início, meio e fim das caixas na situação real (profissional) e controle (pesquisador) de enluvamento; avaliar a carga microbiana das luvas considerando o tempo de exposição ambiental. Trata-se de um estudo comparativo e prospectivo realizado em uma unidade de terapia intensiva de um hospital-escola. A coleta das amostras microbiológicas das luvas foi realizada por meio da digito-pressão. Avaliaram-se microbiologicamente 186 pares de luvas, 93 no grupo controle e 93 na situação real de enluvamento. No grupo controle a média de ufc foi de 4,7 e na situação real de enluvamento 6,2, consequentemente, não houve diferença estatisticamente significante (p=.601). Também, as ufc no inicio, meio e fim das caixas não se observou diferenças significante (p>.05). A cepa Staphylococcus spp. foi a mais freqüente. O tempo de exposição ambiental das luvas de látex não determinou aumento de ufc.

Keywords : Luvas cirúrgicas; Unidades de Terapia Intensiva; Infecção hospitalar.

        · abstract in English | Spanish     · text in English     · pdf in English