SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.45 issue5The companions' perception about the humanization of assistance at a neonatal unitAdolescents' attitudes and behaviors regarding the consumption of alcohol author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista da Escola de Enfermagem da USP

Print version ISSN 0080-6234

Abstract

GALVAO, Dulce Maria Pereira Garcia  and  SILVA, Isília Aparecida. Vivências de amamentação da criança portuguesa em idade escolar. Rev. esc. enferm. USP [online]. 2011, vol.45, n.5, pp. 1055-1062. ISSN 0080-6234.  http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342011000500004.

Estudo descritivo e transversal, utilizando um questionário, com 1.078 crianças entre 7 e 12 anos de idade, dos terceiros e quartos anos do primeiro ciclo do ensino básico, de escolas públicas, para estudar as vivências de amamentação. A maioria delas, 918 (85,2%), sabia que tinha sido amamentada e 895 (83,0%) usaram chupeta. Um pequeno número viu a mãe amamentar e presenciou o pai junto da mãe quando amamentava ou respondeu que na escola os enfermeiros passaram algum conteúdo sobre amamentação. Além disso, a maioria das meninas não brincava de amamentar suas bonecas e 771 (71,5%) crianças disseram que esses brinquedos tinham mamadeira, e outras, chupetas, sendo que nas brincadeiras fingiam alimentar as bonecas com a mamadeira. Elas dizem que gostariam de amamentar, mas que teriam vergonha de fazê-lo em público. Os livros e desenhos animados com que estas crianças têm contato não apresentam figuras de mulheres amamentando. Grande número das crianças considera o leite materno como o melhor alimento para o bebê, mas verificou-se a presença de falsos conceitos e que nem todos sabiam o que era amamentar.

Keywords : Aleitamento materno; Criança; Conhecimento; Atitude; Promoção da Saúde.

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese