SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.45 issue5The neurological state and cognition of patients after a stokePatients' symptoms before a first hospitalization due to Acute Coronary Syndrome author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista da Escola de Enfermagem da USP

Print version ISSN 0080-6234

Abstract

CONTERNO, Lucieni de Oliveira; LOBO, Juliana Andrade  and  MASSON, Wallan. Uso excessivo do cateter vesical em pacientes internados em enfermarias de hospital universitário. Rev. esc. enferm. USP [online]. 2011, vol.45, n.5, pp. 1089-1096. ISSN 0080-6234.  http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342011000500009.

Este estudo de corte incluiu 254 pacientes adultos que usaram cateter vesical (CV) durante a hospitalização em enfermarias de um hospital universitário. Foram avaliados: utilização do cateter, indicação, tempo de permanência, densidade de infecção urinária, mortalidade e permanência hospitalar. Durante o período de estudo, 14% dos pacientes internados usaram CV, totalizando 1.735 CV-dia. Em 23% dos casos, o procedimento não foi prescrito, nem sua indicação foi documentada. O tempo médio de uso do CV foi de 6,8 dias. Entre os pacientes clínicos, a indicação do CV foi inadequada em 29%; o tempo de permanência foi considerado inadequado em 49% dos pacientes clínicos e em 66,9% dos pacientes cirúrgicos. Pacientes com uso inadequado do CV tiveram mais infecção do trato urinário (RR 1,86 IC95% 1,4 a 3,04) e maior tempo de permanência hospitalar (11,9 e 8,9 dias, p=0,002). O estudo permitiu identificar no processo assistencial falhas potencialmente modificáveis e importantes para a prevenção da infecção do trato urinário por cateter vesical.

Keywords : Infecção hospitalar; Cateterismo urinário; Infecções urinárias; Enfermagem.

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese