SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.45 issue5Driving and hindering forces for team work in a Material and Sterilization Center of a teaching hospitalSick leave and nursing personnel management author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista da Escola de Enfermagem da USP

Print version ISSN 0080-6234

Abstract

COSTA, Daniele Tizo  and  MARTINS, Maria do Carmo Fernandes. Estresse em profissionais de enfermagem: impacto do conflito no grupo e do poder do médico. Rev. esc. enferm. USP [online]. 2011, vol.45, n.5, pp. 1191-1198. ISSN 0080-6234.  http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342011000500023.

Este estudo propôs-se a investigar o impacto das percepções de conflito intragrupal e de bases de poder do médico sobre o estresse de profissionais de enfermagem. Para tanto, foram aplicados em 124 técnicos e auxiliares de enfermagem de um hospital universitário as Escalas de Estresse no Trabalho, de Percepção de Bases de Poder do Supervisor e de Percepção de Conflitos Intragrupais e um formulário de dados sóciodemográficos. A maioria apresentou baixos níveis de estresse (58%), percebeu conflito intragrupal numa gradação média e o poder legítimo como o mais utilizado pelos médicos. Resultados de análises de regressão stepwise revelaram que conflito de tarefa e poder de coerção são preditores diretos de estresse, enquanto idade revelou-se preditor inverso. Destacam-se a importância do papel do médico responsável pela percepção de estresse na equipe de enfermagem e a necessidade de buscar soluções para os conflitos de tarefa e, consequentemente, reduzir o estresse nesses profissionais.

Keywords : Equipe de enfermagem; Estresse; Esgotamento profissional; Relações médico-enfermeiro; Relações interprofissionais; Poder (Psicologia).

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese