SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.46 issue2The production of critical-reflexive narratives and their effect on nursing students' portfoliosMicroorganisms of the Coccidia subclass: resistance and implications for the aseptic processing of healthcare products author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista da Escola de Enfermagem da USP

Print version ISSN 0080-6234

Abstract

SILVA, Karen Schein da  and  KRUSE, Maria Henriqueta Luce. Em defesa da sociedade: a invenção dos cuidados paliativos e a produção de subjetividades. Rev. esc. enferm. USP [online]. 2012, vol.46, n.2, pp. 460-465. ISSN 0080-6234.  http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342012000200026.

O artigo é uma reflexão teórica que faz parte de um estudo denominado Em Defesa da Sociedade: a invenção dos Cuidados Paliativos. Para articular tal discussão, utilizamos o manual de Cuidados Paliativos, publicado no ano de 2007 pela Organização Mundial da Saúde (OMS), entendendo-o como parte de um artefato capaz de produzir subjetividades e governar condutas. Nesse sentido, pretendemos descobrir como os discursos sobre os Cuidados Paliativos se articulam e efetuam a invenção de uma nova disciplina que funcionaria como uma estratégia biopolítica para defender a sociedade. A partir da análise textual do discurso instituído pelo manual, com o auxílio do referencial dos Estudos Culturais e sob a inspiração dos escritos de Michel Foucault, articulamos uma das possíveis leituras deste guia. Desta maneira observamos a (re)organização e a (re)invenção de uma disciplina que investe na subjetividade dos indivíduos constituindo aparatos de verdade que regulam e governam a população.

Keywords : Cuidados paliativos; Política de Saúde; Governo; Enfermagem.

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in Portuguese