SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.46 número3Corpo e sexualidade na gravidezTradução e adaptação para a cultura brasileira do Gaudenz-Fragebogen índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista da Escola de Enfermagem da USP

versão impressa ISSN 0080-6234

Resumo

LOPES, Daniela Biguetti Martins  e  PRACA, Neide de Souza. Incontinência urinária autorreferida no pós-parto: características clínicas. Rev. esc. enferm. USP [online]. 2012, vol.46, n.3, pp.559-564. ISSN 0080-6234.  http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342012000300005.

Este estudo transversal teve como objetivo caracterizar as manifestações de incontinência urinária autorreferida no pós-parto. Foram entrevistadas 288 mulheres atendidas em um Centro de Saúde Escola do município de São Paulo, entre janeiro e agosto de 2009. Os dados indicaram que, dentre as 71 mulheres incontinentes (24,6%), 44 destas (62%) referiram incontinência urinária aos esforços, 65 (91,5%) sentiam a urina escoar, 33 mulheres (46,5%) apresentavam perdas por mais de uma vez na semana e 24 (33,8%) acusaram perda urinária persistente no momento da entrevista. A gravidade, classificada como incontinência urinária moderada, foi constatada em 53 mulheres (74,7%). Os achados realçam a importância de investigações sobre incontinência urinária no período pós-parto, assim como sua abordagem no ensino e na assistência à mulher no período reprodutivo.

Palavras-chave : Incontinência urinária; Período pós-parto; Saúde da mulher; Enfermagem obstétrica.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf epdf ) | Inglês ( pdf epdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons