SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.46 número3Corpo e sexualidade na gravidezTradução e adaptação para a cultura brasileira do Gaudenz-Fragebogen índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Revista da Escola de Enfermagem da USP

versão impressa ISSN 0080-6234

Resumo

LOPES, Daniela Biguetti Martins  e  PRACA, Neide de Souza. Incontinência urinária autorreferida no pós-parto: características clínicas. Rev. esc. enferm. USP [online]. 2012, vol.46, n.3, pp. 559-564. ISSN 0080-6234.  http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342012000300005.

Este estudo transversal teve como objetivo caracterizar as manifestações de incontinência urinária autorreferida no pós-parto. Foram entrevistadas 288 mulheres atendidas em um Centro de Saúde Escola do município de São Paulo, entre janeiro e agosto de 2009. Os dados indicaram que, dentre as 71 mulheres incontinentes (24,6%), 44 destas (62%) referiram incontinência urinária aos esforços, 65 (91,5%) sentiam a urina escoar, 33 mulheres (46,5%) apresentavam perdas por mais de uma vez na semana e 24 (33,8%) acusaram perda urinária persistente no momento da entrevista. A gravidade, classificada como incontinência urinária moderada, foi constatada em 53 mulheres (74,7%). Os achados realçam a importância de investigações sobre incontinência urinária no período pós-parto, assim como sua abordagem no ensino e na assistência à mulher no período reprodutivo.

Palavras-chave : Incontinência urinária; Período pós-parto; Saúde da mulher; Enfermagem obstétrica.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português | Inglês     · pdf em Português | Inglês