SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.46 número3Notas cartográficas do trabalho na Estratégia Saúde da Família: relações entre trabalhadores e populaçãoAspectos culturais das práticas dos Agentes Comunitários de Saúde em áreas rurais índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Revista da Escola de Enfermagem da USP

versão impressa ISSN 0080-6234

Resumo

SAKATA, Karen Namie  e  MISHIMA, Silvana Martins. Articulação das ações e interação dos Agentes Comunitários de Saúde na equipe de Saúde da Família. Rev. esc. enferm. USP [online]. 2012, vol.46, n.3, pp. 665-672. ISSN 0080-6234.  http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342012000300019.

O estudo de abordagem qualitativa teve como objetivo compreender as relações sociais entre o Agente Comunitário de Saúde (ACS) e a equipe de Saúde da Família (SF), nesse sentido, destaca-se a articulação das ações e a interação entre trabalhadores. Foram realizadas 23 observações participantes e 11 entrevistas semiestruturadas com uma equipe de SF em um município do interior de São Paulo, Brasil. Identificou-se que o ACS, como elo, desenvolve ações operacionais para agilizar o trabalho da equipe. Como laços de ligação, desempenham ações articuladas ao trabalho da equipe, interagindo com os trabalhadores, construindo planos assistenciais em comum, aproximando equipe e comunidade, adequando ações de cuidado às necessidades das pessoas. Na prática comunicativa, ao falarem de si, falam da própria comunidade, pois é seu representante e porta-voz na equipe. Concluiu-se que o Agente Comunitário de Saúde pode ser um trabalhador estratégico se suas ações compreenderem uma dimensão mais política e social do trabalho em saúde.

Palavras-chave : Auxiliares de Saúde Comunitária; Atenção Primária à Saúde; Programa Saúde da Família; Equipe de assistência ao paciente.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português | Inglês     · pdf em Português | Inglês