SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.46 issue3The experience of moral distress in nursing: the nurses' perceptionKnowledge as a factor in vulnerability to tuberculosis among nursing students and professionals author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista da Escola de Enfermagem da USP

Print version ISSN 0080-6234

Abstract

MIASSO, Adriana Inocenti; CARMO, Bruna Paiva do  and  TIRAPELLI, Carlos Renato. Transtorno afetivo bipolar: perfil farmacoterapêutico e adesão ao medicamento. Rev. esc. enferm. USP [online]. 2012, vol.46, n.3, pp. 689-695. ISSN 0080-6234.  http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342012000300022.

Este estudo teve como objetivos verificar a adesão de portadores de transtorno afetivo bipolar (TAB) à terapêutica medicamentosa e identificar possíveis causas de adesão e não adesão ao medicamento de acordo com o perfil farmacoterapêutico. Trata-se de estudo transversal, descritivo, realizado em Núcleo de Saúde Mental de um município do interior paulista. Participaram do estudo 101 pacientes com TAB. Para coleta dos dados, utilizou-se a entrevista estruturada e o teste de Morisky-Green e, para a análise dos mesmos, o programa Statistical Package for the Social Science. Os resultados mostraram que a maioria (63%) dos sujeitos investigados não adere ao medicamento. Apesar de não ter ocorrido diferenças significativas entre o grupo de aderentes e não aderentes, para as variáveis investigadas, foi possível verificar a utilização de polifarmacoterapia e regimes terapêuticos complexos no tratamento do TAB. Permanece como desafio a implementação de estratégias que possam melhorar, na prática, a adesão de pacientes ao tratamento medicamentoso.

Keywords : Transtorno bipolar; Adesão à medicação; Pacientes ambulatoriais; Cuidados de enfermagem.

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese