SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.46 issue4Nurses' representations regarding the care of women experiencing unsafe abortionMaternal care of the premature child: a study of the social representations author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista da Escola de Enfermagem da USP

Print version ISSN 0080-6234

Abstract

SILVA, Giane Christina Alves da  and  PIERIN, Angela Maria Geraldo. A monitorização residencial da pressão arterial e o controle de um grupo de hipertensos. Rev. esc. enferm. USP [online]. 2012, vol.46, n.4, pp. 922-928. ISSN 0080-6234.  http://dx.doi.org/10.1590/S0080-62342012000400020.

Comparar a medida de consultório com a monitorização residencial da pressão arterial (MRPA), avaliar o controle da pressão e caracterizar o efeito do avental branco. Pesquisa de campo, quantitativa com 71 hipertensos. A medida da pressão em consultório foi feita pela enfermeira. A monitorização residencial da pressão arterial foi realizada durante 7 dias. O efeito do avental branco foi quantificado para diferenças entre a medida de consultório e a monitorização residencial da pressão arterial nas faixas 1 a 5, 6 a 10 e > 10 mmHg. A medida da pressão de consultório foi significativamente maior (p<0,05) do que a monitorização residencial da pressão arterial. O controle da pressão foi 9,9% na medida de consultório e 23,9% na MRPA. O efeito do avental branco > 10 mmHg para a sistólica foi 57,7% e para a diastólica, 32,4%, na faixa de 6 a 10 mmHg. A medida da pressão em casa avaliou melhor o controle dos hipertensos.

Keywords : Hipertensão; Medida; Monitoramento; Hipertensão do jaleco branco; Controle.

        · abstract in English | Spanish     · text in English | Portuguese     · pdf in English | Portuguese