SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.56 issue2Notes, new records and new species of Ibidionini (Coleoptera, Cerambycidae)Sand flies (Diptera, Psychodidae, Phlebotominae) from Central Amazonia and four new records for the Amazonas state, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Entomologia

Print version ISSN 0085-5626

Abstract

AGUIAR, Willian Moura de  and  GAGLIANONE, Maria Cristina. Comunidade de abelhas Euglossina em pequenos fragmentos de Mata Atlântica no estado do Rio de Janeiro, sudeste do Brasil (Hymenoptera, Apidae). Rev. Bras. entomol. [online]. 2012, vol.56, n.2, pp. 210-219.  Epub May 24, 2012. ISSN 0085-5626.  http://dx.doi.org/10.1590/S0085-56262012005000018.

Comunidade de abelhas Euglossina em pequenos fragmentos de Mata Atlântica no estado do Rio de Janeiro, sudeste do Brasil (Hymenoptera, Apidae). Abelhas Euglossina são importantes polinizadores nas florestas e em áreas agrícolas. Embora a estrutura dessas comunidades seja criticamente afetada por perturbações antrópicas, pouco é conhecido a respeito destas abelhas em pequenos fragmentos florestais. Os objetivos deste estudo foram analisar a composição, abundância e diversidade de espécies em nove pequenos fragmentos florestais de diferentes fitofisionomias no sudeste do Brasil, e identificar as possíveis variáveis ambientais que podem estar relacionadas à composição de espécies de Euglossina. Os machos foram amostrados trimestralmente de maio/07 a maio/09 com o auxílio de armadilhas aromáticas contendo cinamato de metila, vanilina, eucaliptol, acetato de benzila e salicilato de metila. Foram amostrados 1558 machos de três gêneros e 10 espécies. A riqueza variou de cinco a sete espécies por fragmento. Euglossa cordata, E. securigera, Eulaema cingulata e E. nigrita foram comuns a todos os fragmentos estudados. A diversidade diferiu significativamente entre as áreas estudadas, variando de H' = 1.04 até H' = 1.65. A precipitação, o tipo fitofisionômico e a altitude tiveram alta importância relativa sobre a variação da composição de espécies. Os resultados apresentados neste estudo demonstram que pequenos fragmentos podem suportar populações de abelhas Euglossina que, em sua maioria, são amplamente distribuídas e supostamente tolerantes a ambientes abertos e perturbados e sugerem que a conservação dessas áreas pode ser de grande importância, principalmente em regiões em processo de regeneração e com matrizes agrícolas, onde essas abelhas podem atuar como polinizadores.

Keywords : Abelhas de orquídeas; abelhas solitárias; fragmentação; iscas aromáticas; perda de habitat.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English