SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.56 número3Uma nova espécie de Wygodasilus Artigas & Papavero (Diptera, Asilidae, Asilinae) do Brasil índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Em processo de indexaçãoCitado por Google
  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO
  • Em processo de indexaçãoSimilares em Google
  • uBio

Compartilhar


Revista Brasileira de Entomologia

versão impressa ISSN 0085-5626

Resumo

PUJOL-LUZ, José Roberto  e  BARROS-CORDEIRO, Karine Brenda. Desenvolvimento intra-pupal de fêmeas de Chrysomya albiceps (Wiedemann) (Diptera, Calliphoridae). Rev. Bras. entomol. [online]. 2012, vol.56, n.3, pp. 269-272.  Epub 06-Set-2012. ISSN 0085-5626.  http://dx.doi.org/10.1590/S0085-56262012005000038.

Desenvolvimento intra-pupal de fêmeas de Chrysomya albiceps (Wiedemann) (Diptera, Calliphoridae) A cronologia e as mudanças morfológicas que ocorrem durante o desenvolvimento intra-pupal de Chrysomya albiceps são descritos com base em 254 espécimes criados em laboratório. As larvas foram obtidas a partir os ovos postos por uma única fêmea. As pré-pupas foram separadas de acordo com a redução do comprimento larval, o grau de pigmentação e esclerotização da cutícula, depois da formação das pupas, 10 indivíduos foram fixados em solução de Carnoy e conservados em etanol 70%, e 10 indivíduos foram fixados a cada 3 horas, até completar as primeiras 24 horas (n = 80), os demais indivíduos foram fixados a cada seis horas até a hora 90 (n = 110), quando 54 fêmeas haviam emergido. As pupas foram imersas em de ácido fórmico a 5% por 48 horas e mantidos em etanol 70%, e então dissecados e analisados. C. albiceps mostrou quatro estágios intra-pupais, que foram descritos e comparados com aqueles descritos para Musca domestica, Calliphora erythrocephala, Sarcophaga bullata, Cuterebra tenebrosa, Oestrus ovis e Dermatobia hominis. Quatro estágios de desenvolvimento podem ser descritos: (1) apólise da larva-pupa, depois de três horas; (2) a pupa criptocefálica, depois de seis horas, (3) a pupa fanerocefálica, depois de nove horas, e a pupa farada após nove horas. O adulto farado está completamente formado após 81 horas.

Palavras-chave : Entomologia forense; metamorfose; morfologia; Oestroidea; taxonomia.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês (pdf) Inglês (epdf)