SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 número3Eficiência da fixação biológica de N2 por estirpes de Bradyrhizobium na soja em plantio diretoMineralização de nitrogênio em ecossistemas florestais naturais e implantados do estado de São Paulo índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ciência do Solo

versão On-line ISSN 1806-9657

Resumo

PAPINI, S.  e  ANDREA, M. M.. Dissipação de simazina em solo por ação de minhocas (Eisenia foetida). Rev. Bras. Ciênc. Solo [online]. 2001, vol.25, n.3, pp.593-599. ISSN 1806-9657.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832001000300008.

O solo abriga grande diversidade de organismos macroscópicos e microscópicos, que competem entre si pelos recursos disponíveis. Visando ao aumento da produtividade agrícola, utilizam-se, cada vez mais, fertilizantes e pesticidas que provocam alterações no ambiente edáfico. Dentre os organismos macroscópicos, destacam-se as minhocas, pela quantidade e importância nas características do solo. Determinou-se a CL50(14 dias) e avaliou-se a ação de minhocas na persistência, transformação e bioacumulação de simazina a partir de solo tratado com o herbicida. As minhocas foram sensíveis à simazina [CL50(14 dias) de 54 mg IA kg-1 de solo], acumularam o produto ou seus metabólitos em seus tecidos (FB = 1,03), quando expostos a concentrações menores que a CL50, e diminuíram a formação de resíduos ligados ao solo (cerca de 23 e 33% em solos com e sem minhocas, respectivamente).

Palavras-chave : herbicida; persistência; sensibilidade; bioacumulação.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons