SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 número5Época de aplicação da primeira dose de nitrogênio em cobertura em milho e espécies antecessoras de cobertura de invernoDinâmica do nitrogênio no solo e produção de fitomassa por plantas de cobertura no outono/inverno com o uso de dejetos de suínos índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ciência do Solo

versão On-line ISSN 1806-9657

Resumo

NEUFELDT, Henry. Fatores geoecológicos das diferentes formações de cerrados - uma hipótese baseada em abundância natural de 13C e fotografia aérea. Rev. Bras. Ciênc. Solo [online]. 2006, vol.30, n.5, pp.891-900. ISSN 1806-9657.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832006000500015.

A abundância natural de 13C foi utilizada para estudar a dinâmica de carbono em latossolos de textura média e argilosa após plantação de pastagens (Brachiaria decumbens) e reflorestamentos (Pinus caribaea e Eucalyptus citriodora). Considerando as diferenças de d13C nos subsolos das savanas nativas e das espécies introduzidas, pôde-se calcular a substituição de carbono somente para os solos argilosos, baseando-se em resultados publicados de d13C em solos adjacentes. Estimou-se que somente 5 % do carbono nativo foram substituidos após 20 anos de plantação com pinus na camada de 0-1,2 m, ficando a substituição restrita aos primeiros 0,4 m do solo. Na pastagem de 12 anos, 21 % do carbono novo foram introduzidos na camada de de 0-1,2 m, sendo a substituição diminuída gradativamente pelo perfil inteiro. De acordo com os altos valores de d13C nos subsolos das áreas cultivadas, levantou-se a hipótese de que a vegetação natural teria sido de campo limpo em vez de cerrado stricto sensu apesar da semelhança dos solos e da proximidade dos sítios estudados. A hipótese foi testada com fotos aéreas de 1964, mostrando que as áreas cultivadas encontravam-se numa cabeceira de escoamento ressecada. Portanto, a vegetação dominada por gramíneas pode ter sido induzida pela hidromorfia e pela baixa aeração do solo. Com base nessas observações, desenvolveu-se um modelo simplificado, atribuindo às diferentes formações de cerrados o acesso de água para as plantas e a aeração do solo. A fertilidade do solo foi considerada de menor importância porque a densidade arbórea das áreas de cerrados encontrava-se independente da textura ou do nível de nutrientes dos solos.

Palavras-chave : formações de cerrados; abundância natural de 13C; hidromorfia; Latossólos; fertilidade do solo; manejo do solo.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons