SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.34 número2Uso de lodo de esgoto estabilizado em um solo decapitado: II - atributos químicos e revegetaçãoRizobactérias formadoras de endósporos associadas a Tibouchina urvilleana de áreas impactadas por rejeitos da mineração do carvão índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ciência do Solo

versão On-line ISSN 1806-9657

Resumo

FRANCO, Ademir et al. Lodo de esgoto como fonte de nitrogênio e fósforo no cultivo de cana-planta e da primeira cana-soca. Rev. Bras. Ciênc. Solo [online]. 2010, vol.34, n.2, pp.553-561. ISSN 1806-9657.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832010000200029.

O uso do lodo de esgoto na agricultura brasileira foi normatizado pela Resolução Conama no 375, de 2006. No entanto, faltam pesquisas para adequar as doses complementares de adubos minerais nitrogenado e fosfatado a serem aplicadas em área agrícola tratada com lodo. Avaliaram-se os efeitos de doses de lodo de esgoto e de adubos minerais nitrogenado e fosfatado sobre a produtividade e as características tecnológicas da cana-planta e da primeira soqueira (efeito residual), em campo. Foram aplicadas quatro doses de lodo (0, 3,6, 7,2 e 10,8 t ha-1, base seca), de N (0, 30, 60 e 90 kg ha-1) e de P2O5 (0, 60, 120 e 180 kg ha-1), em delineamento em blocos casualizados, em esquema fatorial, com duas repetições. Para avaliar o efeito residual do lodo, foram aplicados 120 kg ha-1 de N e 140 kg ha-1 de K2O em todas as plotas. A aplicação de lodo no plantio da cana, combinado ou não com adubo mineral nitrogenado e, ou, fosfatado, aumentou a produtividade de colmos de 84 a 118 t ha-1, sem alterar a qualidade tecnológica da cana-de-açúcar, em relação à adubação NPK convencional, que produziu 91 t ha-1 de colmo. O estudo de superfície de resposta para a produtividade de colmo, em solo de baixa fertilidade, permitiu estabelecer sugestão de recomendação de adubo mineral nitrogenado e fosfatado para implantação de canavial, em função da dose de lodo, bem como concluir que a aplicação de 10,8 t ha-1 de lodo, ou seja, da dose estabelecida pelo critério do N, conforme Resolução Conama no 375, pôde: reduzir o uso de N mineral em 100 % e o de P2O5 em 30 %, com aumento de produtividade de colmos em 22 %, em relação à adubação NPK convencional, como efeito direto do lodo sobre o cultivo da cana-planta; e aumentar a produtividade de colmos da primeira soqueira em até 12 % e a de açúcar em até 11 %, como efeito residual do lodo aplicado na cana-planta sobre o cultivo da cana-soca.

Palavras-chave : análise tecnológica; cana-de-açúcar; produtividade; resíduos urbanos; Saccharum spp; superfície de resposta.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons