SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.34 número5Índice redox de estabilidade do carbono do soloSeletividade do pirofosfato de sódio e de cloretos não tamponados (CuCl2 e LaCl3) como extratores de alumínio associado à matéria orgânica em solos de restinga do estado de São Paulo índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Revista Brasileira de Ciência do Solo

versão impressa ISSN 0100-0683

Resumo

SOARES, Ricardo et al. Uso de ICP OES e titrimetria para a determinação de cálcio, magnésio e alumínio em amostras de solos. Rev. Bras. Ciênc. Solo [online]. 2010, vol.34, n.5, pp. 1553-1559. ISSN 0100-0683.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832010000500008.

O crescente interesse dos laboratórios brasileiros de análise de fertilidade de solos pela espectrometria de emissão óptica com plasma indutivamente acoplado (ICP OES) em detrimento da técnica de titrimetria deve-se à possibilidade da determinação simultânea de diferentes metais em uma ampla faixa de concentrações em extratos de interesse agronômico. Este estudo compara a precisão, reprodutibilidade e exatidão das duas técnicas de determinação de Ca, Mg e Al trocáveis extraídos com KCl 1 mol L-1 em amostras de solos. Foram analisadas 15 amostras de solos de referência, sendo três deles selecionados para avaliar a precisão e a reprodutibilidade das técnicas de determinação. A titrimetria e o ICP OES forneceram resultados mais reprodutíveis e precisos para a determinação de Ca, Mg e Al quando o extrato foi analisado sem diluição. As técnicas de determinação diferiram estatisticamente (p < 0,05) pelo teste de identidade aplicado para comparação dos resultados de Ca, Mg e Al. Nas condições testadas, não se recomenda o uso de ICP OES para as determinações de Ca, Mg e Al trocáveis em amostras de solos.

Palavras-chave : ICP OES; titrimetria; cátions trocáveis e teste de identidade.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português