SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.34 número5Variabilidade temporal do conteúdo de água do solo, sob diferentes condições de superfície, em região semiárida de PernambucoDisponibilidade de potássio para as plantas em solos do sul do Brasil estimada por métodos multielementares índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ciência do Solo

versão On-line ISSN 1806-9657

Resumo

HIGASHIKAWA, Fábio Satoshi; SILVA, Carlos Alberto  e  BETTIOL, Wagner. Caracterização química e física de resíduos orgânicos. Rev. Bras. Ciênc. Solo [online]. 2010, vol.34, n.5, pp.1742-1752. ISSN 1806-9657.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832010000500026.

Uma diversidade de resíduos orgânicos, oriundos das atividades humanas, é gerada diariamente e demanda pesquisas para avaliar a viabilidade técnica, econômica e ambiental do seu uso agrícola. A caracterização química e física auxiliam no planejamento de uso e no manejo dos resíduos orgânicos, pois permitem avaliar atributos que tornam o uso na agricultura atrativo ou limitante. Este trabalho teve como objetivos a caracterização química e física e a avaliação de teores de nutrientes e de Na em carvão vegetal, casca de café, casca de pínus, esterco bovino, esterco de galinha, fibra de coco, lodo de esgoto, turfa e vermiculita. Os seguintes atributos foram analisados: N-amônio e N-nitrato e os teores totais de N, P, S, K, Ca, Mg, Mn, Zn, Cu, B e Na, além do pH em água, da condutividade eletrolítica (CE) e da densidade aparente dos materiais. A casca de café, o lodo de esgoto e os estercos de galinha e de bovino foram os materiais que apresentaram as maiores concentrações totais de: N, N-amônio, N-nitrato, P, S, K, Ca, Zn, Cu e B; foram, também, os resíduos que apresentaram os maiores valores de CE (0,08 a 40,6 dS m-1). A turfa e o lodo de esgoto mostraram os maiores valores de densidade aparente. Os teores de Na apresentados pelos materiais variaram de 0 a 4,75 g kg-1, sendo os maiores valores verificados para os estercos de galinha e de bovino e o lodo de esgoto. O uso de casca de café, de estercos de bovino e de galinha e do lodo de esgoto demanda maiores cuidados para estabelecer as suas proporções para a produção de substratos ou no cálculo da quantidade a ser utilizada em programas de adubação das culturas.

Palavras-chave : substrato; resíduo orgânico; contaminação do solo; disposição de resíduos.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons