SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 número2Diversidade e capacidade simbiótica de rizóbios isolados de nódulos de Mucuna-Cinza e Mucuna-AnãCrescimento do milho em solo sob atividade de Chibui bari (Oligochaeta: Glossoscolecidae) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ciência do Solo

versão On-line ISSN 1806-9657

Resumo

DORAN, Gregory  e  ZANDER, Alek. Otimização do método para medir atividade microbiana por análise por injeção em fluxo em fase gasosa. Rev. Bras. Ciênc. Solo [online]. 2012, vol.36, n.2, pp.349-357. ISSN 1806-9657.  https://doi.org/10.1590/S0100-06832012000200004.

A taxa de produção de dióxido de C é comumente utilizada como medida da atividade microbiana no solo. O método tradicional de determinação de CO2 envolve a captura do CO2 em solução alcalina e determinação indireta por meio da titulação da base remanescente em solução. Esse método é ainda comumente empregado em laboratórios por todo o mundo, devido à sua relativa simplicidade e ao fato de não ser dependente de equipamento caro e específico. No entanto, o método possui várias desvantagens: é demorado, utiliza-se grande quantidade de reagentes químicos e a consistência dos resultados depende da habilidade de quem está analisando. Desse modo, foi desenvolvido um método otimizado de análise de CO2 capturado em soluções alcalinas, de baixo custo e relativamente simples, o qual fornece tempo de manuseio da amostra melhorado e com reprodutibilidade equivalente à do método de titulação tradicional. Uma comparação dos valores de concentração determinados por análise por injeção em fluxo em fase gasosa (GPFIA) e titulação mostrou que eles não foram significativamente diferentes (p > 0,05), porém o GPFIA teve a vantagem de utilizar um décimo da quantidade de amostra do método da titulação. O sistema GPFIA não necessita de equipamentos novos e caros, tendo sido construído a partir de itens comumente encontrados em laboratórios, com sugestões para configurações alternativas para outras unidades de detecção. Além disso, o GPFIA para análise de CO2 pode ser igualmente aplicado em amostras obtidas tanto de "headspace'' do microcosmo como de amostragens em câmaras que permitem o CO2 ser liberado da solução alcalina de captura. O método otimizado GPFIA foi aplicado para análise de CO2 liberado da degradação de hidrocarbonetos de um local contaminado por derramamento de diesel.

Palavras-chave : CO2; respiração microbiana; titulação; infravermelho; FIA.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons