SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 issue2Effect of swine residue rates on corn, common bean, soybean and wheat yield author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Ciência do Solo

Print version ISSN 0100-0683

Abstract

ASSIS, Igor Rodrigues de et al. Indução de barreira geoquímica para imobilização de As, Fe e S em um substrato sulfetado. Rev. Bras. Ciênc. Solo [online]. 2012, vol.36, n.2, pp. 671-679. ISSN 0100-0683.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832012000200036.

A drenagem ácida de minas (DAM) é uma preocupação ambiental devido ao risco de mobilização de elementos, incluindo elementos tóxicos, e ingresso na cadeia alimentar. Neste estudo, três camadas de cobertura foram testadas para minimizar a mobilização de As, Fe e S em um substrato remanescente de mineração de ouro, contendo pirita e arsenopirita. Para isso, diferentes camadas (camada de quebra de capilaridade, selante e de cobertura) dispostas sobre o substrato e a indução de uma barreira geoquímica (BG) foram usadas a fim de propiciar condições adequadas para adsorção e coprecipitação do As mobilizado. Treze tratamentos foram estabelecidos para avaliar a lixiviação de As, Fe e S do substrato, em lisímetros. O valor de pH, as concentrações de As, Fe, S, Na e K e o volume total de lixiviado foram determinados. As análises mineralógicas foram realizadas com amostras do substrato no final do período experimental. As menores quantidades de As, Fe e S foram lixiviadas nos tratamentos que receberam Na e K para induzir a formação de BG, com valores médios de 5,47, 48,59 e 132,89 g/lisímetros, respectivamente. A análise mineralógica revelou a formação de jarosita no tratamento controle e nos tratamentos que receberam sais de Na e K. Entretanto, a quantidade de jarosita nestes tratamentos foi superior à encontrada no controle, indicando que esses sais aceleraram a formação da BG. Elevadas quantidades de As, Fe e S foram observadas nos lixiviados dos tratamentos sem camada de quebra de capilaridade, com valores médios de 11,7, 103,94 e 201,13 g/lisímetros, respectivamente. A formação da BG e o uso de diferentes camadas sobre o substrato sulfetado mostraram ser técnicas eficientes para diminuir a mobilização de As, Fe e S e mitigar os impactos da drenagem ácida de minas.

Keywords : jarosita; arsênio; camadas de cobertura; mineração de ouro; reabilitação.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English