SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 número3Rendimento e conservação de cebola alterados pela dose e parcelamento de nitrogênio em coberturaDistribuição do Nitrogênio do Sulfato de Amônio (15N) no sistema solo-planta, em uma sucessão de culturas, sob sistema plantio direto índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ciência do Solo

versão On-line ISSN 1806-9657

Resumo

RECH, Tássio Dresch et al. Classes recomendáveis de fertilidade do solo para a produção de vime no Planalto Sul Catarinense. Rev. Bras. Ciênc. Solo [online]. 2012, vol.36, n.3, pp.877-884. ISSN 1806-9657.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832012000300018.

A espécie Salix x rubens é cultivada no Planalto Sul Catarinense desde a década de 1940, porém ainda não estão estabelecidas suas exigências quanto da fertilidade de solo. O presente trabalho é o primeiro a avaliar o perfil produtivo dos vimais dessa região, com a aplicação do método adaptado de Summer & Farina (1986), para a recomendação de fertilidade para o cultivo do vimeiro. Esse método, baseado na Lei do Mínimo e na Lei do Máximo, permitiu estabelecer as seguintes faixas recomendadas para a produção de vime nas condições do Planalto Sul Catarinense: pH - entre 5,0 e 6,5; P - 12 a 89 mg dm-3; Mg - entre 3,2 e 7,5; Zn - 5,0 a 8,3 mg dm-3; Cu - 0,8 a 4,6 mg dm-3; e Mn - 20 a 164 mg dm-3. A relação Ca/Mg deve estar entre 1,2 e 2,9. Para o K e o Ca foi possível estabelecer apenas o nível de mínimo, mas não de excesso, respectivamente de 114 mg dm-3 e 5,3 cmolc dm-3. Foi possível ainda definir o nível de excesso para Al e para a relação Al/Ca: 1,7 cmolc dm-3 e 0,28, respectivamente. O solo deve apresentar ainda teores de argila na camada superficial inferiores a 320 g dm-3 para que a expectativa de produção seja máxima.

Palavras-chave : Salix x Rubens; diagnóstico nutricional; sistema de cultivo.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons