SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 issue3Soil resistance to penetration and forage and root production at different grazing intensitiesDuration-frequency relationships of heavy rainfall in Santa Catarina, Brazil author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Ciência do Solo

Print version ISSN 0100-0683

Abstract

MULLER, Marcelo Marques Lopes et al. Qualidade estrutural de um latossolo vermelho sob plantio direto 50 meses após a aplicação de gesso. Rev. Bras. Ciênc. Solo [online]. 2012, vol.36, n.3, pp. 1005-1014. ISSN 0100-0683.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832012000300030.

A aplicação de gesso pode melhorar a qualidade do solo para as plantas, considerando atributos químicos e físicos do solo. O objetivo deste estudo foi avaliar os efeitos de doses de gesso aplicadas em um Latossolo Vermelho sob plantio direto em sua qualidade estrutural. O experimento iniciou-se em setembro de 2005 em Guarapuava-PR, com a aplicação das doses de gesso na superfície do solo: 0, 4, 8 e 12 Mg ha-1. Dois monólitos de solo foram coletados em novembro de 2009 na profundidade de 0,0-0,300 m, para avaliação visual da qualidade estrutural do solo (Sq) e para obter agregados a fim de determinar sua resistência tênsil (ATS). A resistência do solo à penetração (RP) e a umidade gravimétrica (H%) do solo foram avaliadas na profundidade de 0,000-0,300 m, e amostras indeformadas foram coletadas nas profundidades de 0,000-0,075 e 0,075-0,150 m para determinar a densidade solo (Ds), porosidade total (PT), microporosidade (Mi) e macroporosidade (Ma). Os dados foram submetidos à análise de regressão a 5%. Não houve efeito significativo da aplicação de gesso sobre ATS e U % dos agregados, mas houve efeito quadrático (0,000-0,075 m) e aumento linear (0,075-0,150 e 0,150-0,300 m) de Sq, o que representaria diminuição da qualidade estrutural do solo; contudo, os valores de Sq permaneceram majoritariamente abaixo de 3,0, qualidade entre boa e intermediária. A RP também aumentou com o uso do gesso, porém, novamente, os valores mantiveram-se abaixo de níveis críticos (2-3 MPa). Não houve efeito sobre a U % do solo no momento da determinação da RP no campo. Com o gesso, a Ds diminuiu na camada de 0,075-0,150 m, concomitantemente com o aumento de PT e Ma, enquanto na camada de 0,000-0,075 m parte da Ma foi convertida em Mi, sem alterar PT e Ds. Esses últimos resultados representam ganho na qualidade estrutural do solo em função da aplicação do gesso, mas os aumentos de escore da estrutura do solo e de resistência à penetração, mesmo permanecendo abaixo dos limites críticos, precisam ser monitorados a fim de garantir que não representarão limitações ao uso do solo no futuro.

Keywords : fosfogesso; física do solo; escore visual; forças de agregação.

        · abstract in English     · text in English     · pdf in English