SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.36 número5Aumento do carbono particulado do solo e da relação de estratificação em resposta à decomposição de resíduos culturais em plantio diretoAbsorção e translocação comparada de boro por cultivares de algodão índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Ciência do Solo

versão On-line ISSN 1806-9657

Resumo

NAKAGAWA, Fábio Keiti et al. Estimativa da resistência de subsolos à lixiviação de nitrato a partir de propriedades pedológicas de fácil determinação . Rev. Bras. Ciênc. Solo [online]. 2012, vol.36, n.5, pp.1491-1498. ISSN 1806-9657.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-06832012000500013.

A lixiviação de nitrato (NO3-) pode aumentar a concentração desse ânion no lençol freático e reduzir a eficiência agronômica dos fertilizantes nitrogenados. A capacidade de troca aniônica (CTA) é a principal propriedade do solo inversamente relacionada à lixiviação de nitrato; todavia a morosidade associada à quantificação da CTA inviabiliza sua determinação em laboratórios dedicados à avaliação da fertilidade do solo. Por essa razão, a presente pesquisa foi conduzida com o objetivo de avaliar se atributos pedológicos mais facilmente determináveis poderiam ser utilizados para estimar resistência de subsolos à lixiviação de NO3-. Amostras coletadas na camada subsuperficial (20-40 cm) de 24 solos representativos do Estado de São Paulo foram caracterizadas quanto à granulometria e a alguns atributos químicos e eletroquímicos. O teor de NO3- adsorvido foi calculado a partir da diferença entre seus teores extraídos com solução de KCl 1 mol L-1 e com água; adicionalmente, a lixiviação de NO3- foi estudada por meio de experimentos de deslocamento miscível. Os resultados foram concordantes com a conhecida importância da CTA tanto para a adsorção quanto para o retardamento da lixiviação de NO3- em subsolos intemperizados . Por meio de análise de regressão linear múltipla foi possível observar que subsolos que apresentam (i) baixos valores de fósforo remanescente (Prem), (ii) baixos valores de pH determinados em água (pH H2O) e (iii) altos valores de pH determinados em solução de KCl 1 mol L-1 (pH KCl) tendem a apresentar quantidades mais elevadas de cargas positivas. Por essa razão, a lixiviação de NO3- tende a ser mais lenta nesses  subsolos mesmo sob condição de fluxo saturado.

Palavras-chave : capacidade de troca aniônica; fósforo remanescente; fator de retardamento.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons