SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 issue3Potential Phosphate Solubilization Mediated by Rhizospheric Microbiota of Eucalyptus Cultivated in a Typical Toposequence of the Zona da Mata, Minas Gerais, BrazilChemical and Biochemical Properties of Soils Degraded by tin Mining and in a Rehabilitation Phase in the Amazon Basin author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Ciência do Solo

Print version ISSN 0100-0683On-line version ISSN 1806-9657

Abstract

AZEVEDO, Lucas Carvalho Basilio; MORAIS, Marcio  and  LAMBAIS, Marcio Rodrigues. Mudanças Iniciais na Diversidade Metabólica e na Estrutura da Comunidade Bacteriana do Solo em Cana-de-açúcar, em Dois Sistemas de Manejo de Colheita. Rev. Bras. Ciênc. Solo [online]. 2015, vol.39, n.3, pp.701-713. ISSN 0100-0683.  http://dx.doi.org/10.1590/01000683rbcs20140426.

A queima da cana-de-açúcar previamente à colheita é amplamente utilizada no Brasil. Entretanto, em razão das restrições ambientais, a colheita sem queima vem ganhando espaço. Consequentemente, espera-se que o acúmulo de resíduos da cultura na superfície do solo altere a comunidade microbiana, iniciando mudanças na diversidade metabólica do solo desde a primeira colheita. Uma vez que os atributos biológicos respondem rapidamente e podem ser úteis para o monitoramento de mudanças ambientais, o objetivo deste trabalho foi avaliar as mudanças iniciais na diversidade metabólica do solo e na estrutura da comunidade bacteriana com a eliminação da queima, quando comparada ao manejo com queima prévia à colheita da cana-de-açúcar. Amostras de solo foram coletadas sob as variedades de cana-de-açúcar SP813250, SP801842 e RB72454, colhidas sem a queima e com queima prévia. O carbono da biomassa microbiana (MBC), os perfis de utilização de substratos de C, a estrutura da comunidade bacteriana com base nos perfis de amplicos do gene 16S rRNA e as propriedades químicas do solo foram determinados. O MBC não se diferenciou entre os tratamentos. A utilização de substratos de C e a diversidade metabólica foram menores no solo sem queima, exceto para o índice de equitabilidade de uso dos substratos. As amostras de solo sob a variedade SP801842 apresentaram as maiores mudanças na utilização de substratos e na diversidade metabólica, mas não diferiram na estrutura da comunidade bacteriana, independentemente do sistema de manejo de colheita. Em conclusão, a análise conjunta de dados químicos e microbiológicos do solo permite detectar alterações iniciais na capacidade e diversidade metabólica microbiana, com menores valores no manejo sem queima. Entretanto, após a primeira colheita, não houve mudanças na estrutura da comunidade bacteriana do solo detectada por PCR-DGGE sob a variedade SP801842. Portanto, o perfil metabólico é o indicador mais sensível para mudanças iniciais na comunidade microbiana do solo, causadas pelo sistema de manejo de colheita.

Keywords : manejo de colheita; gene 16S rRNA; perfil metabólico; atividade microbiana; PCR-DGGE.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )