SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.40 issue140An approach to the historicity of social representationsTeaching work and training models: old and new challenges and representations author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Cadernos de Pesquisa

Print version ISSN 0100-1574

Abstract

ARRUDA, Angela; JAMUR, Marilena; MELICIO, Thiago  and  BARROSO, Felipe. De pivete a funqueiro: genealogia de uma alteridade. Cad. Pesqui. [online]. 2010, vol.40, n.140, pp. 407-425. ISSN 0100-1574.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-15742010000200006.

Com base na teoria das representações sociais de Moscovici e a partir de contextualizações do fenômeno dos arrastões, esse texto se propõe a discutir elementos que respondam às questões: por que discursos criminalizantes, que afirmam a periculosidade do funkeiro, se fizeram tão presentes desde o início da década de noventa no Rio de Janeiro? Como esses discursos, que apontam para uma determinada construção social do funkeiro, interferiram na relação do funk com a sociedade? A discussão passa pela compreensão dos dispositivos criados na sociedade carioca daquele período para a solução de problemas com os quais ela se via confrontada. Trata-se de tentar compreender como, em certo momento, o funkeiro ganha um perfil amplamente difundido como problema que requer um tipo de intervenção específica.

Keywords : representações sociais; funk; violência; Rio de Janeiro.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese