SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.44 número151Publicação em periódicos científicos: ética, qualidade e avaliação da pesquisaA educação infantil e a questão da escola: o caso da França índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Cadernos de Pesquisa

versão impressa ISSN 0100-1574

Resumo

ALEXANDRE, Maraysa Ribeiro; LIMA, Ricardo Sequeira Pedroso de  e  WALTENBERG, Fábio Domingues. Teoria econômica e problemas com remuneração de professores por resultados. Cad. Pesqui. [online]. 2014, vol.44, n.151, pp.36-61. ISSN 0100-1574.  http://dx.doi.org/10.1590/198053142853.

Tem se disseminado no Brasil o atrelamento da remuneração de professores ao desempenho de alunos em testes padronizados, políticas que não encontram fundamento teórico no campo da educação, mas sim na literatura econômico-administrativa, especialmente no chamado "modelo principal-agente". Se por alguns são vistas como peça-chave da melhoria da educação, costumam sofrer forte oposição, sobretudo de não economistas. A avaliação de experiências concretas não resolve a questão, pois tem revelado efeitos positivos, nulos e negativos. A contribuição deste artigo consiste no escrutínio do marco teórico em que se assentam as políticas de responsabilização de professores, a fim de se testar a hipótese de que os resultados inconclusivos encontrariam explicação na própria literatura econômica. Complementarmente, investiga-se se a teoria lança luz sobre razões para a forte rejeição a tais programas em certos círculos. Responde-se afirmativamente a ambas as questões.

Palavras-chave : programas de responsabilização de professores; remuneração de professores; modelo principal-agente; economia da educação.

        · resumo em Inglês | Espanhol     · texto em Português | Inglês     · Português ( pdf ) | Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons