SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.46 número161Dispositivo da antecipação da alfabetização: condições de emergência e contornos atuais índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Cadernos de Pesquisa

versão impressa ISSN 0100-1574versão On-line ISSN 1980-5314

Resumo

AUGUSTO, Maurício Liberal. Ideia de futuro em política e educação: um diálogo com Arendt. Cad. Pesqui. [online]. 2016, vol.46, n.161, pp.870-894. ISSN 0100-1574.  http://dx.doi.org/10.1590/198053143604.

Faz-se o exame da força semântica contida nas noções de futuro em política e educação a partir do ensaio de Hannah Arendt "A crise na educação" (1958). Para a pensadora, a tradição legou uma concepção da política como fabricação (poiésis), retirando a dignidade própria da ação humana (práxis) nesse âmbito da vida ativa. O fenômeno político da natalidade - a irrupção de recém-chegados ao mundo e a promessa de um novo início - serve como contraponto ao desejo de fabricar seja a nova sociedade, seja o novo homem, no âmbito educacional. O uso abusivo do slogan de uma escola do futuro justifica um exame mais detido da atitude conservadora que Arendt confere à educação nos seus exercícios de pensamento político como forma de preservar a potencial novidade política dos recém-chegados ao mundo.

Palavras-chave : Política; Educação; Futuro; Arendt, Hannah.

        · resumo em Espanhol | Inglês | Francês     · texto em Português     · Português ( pdf )