SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.34 issue11CONTROL OF MELOIDOGYNE JAVANICA BY PASTEURIA PENETRANSDETERMINATION OF UNSATURATED HYDRAULIC CONDUCTIVITY AND SORPTIVITY OF A SOIL USING A DISK PERMEAMETER author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Pesquisa Agropecuária Brasileira

Print version ISSN 0100-204X

Abstract

RESENDE, ÁLVARO VILELA DE et al. CRESCIMENTO INICIAL DE ESPÉCIES FLORESTAIS DE DIFERENTES GRUPOS SUCESSIONAIS EM RESPOSTA A DOSES DE FÓSFORO. Pesq. agropec. bras. [online]. 1999, vol.34, n.11, pp. 2071-2081. ISSN 0100-204X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-204X1999001100014.

Objetivando avaliar a resposta de espécies florestais ao fornecimento de P, conduziu-se um ensaio sob condições de casa de vegetação, cultivando-se mudas das espécies arbóreas pioneiras (aroeira - Lithraea molleoides; aroeirinha - Schinus terebinthifolius; jacaré - Piptadenia gonoacantha; sabiá - Mimosa caesalpiniaefolia; sesbânia - Sesbania virgata), clímax exigente em luz (jatobá - Hymenaea courbaril), e clímax tolerantes a sombra (guanandi - Calophyllum brasiliensis; ipê-amarelo - Tabebuia serratifolia; óleo-bálsamo - Myroxylon peruiferum). Utilizaram-se cinco doses de P, correspondentes a 0, 100, 250, 500 e 800 mg dm-3 de P. Foram avaliados o diâmetro do caule, a altura e a matéria seca de raízes, parte aérea e total das plantas. As espécies pioneiras foram mais responsivas ao fornecimento de P, indicando a necessidade do suprimento deste nutriente para o adequado desenvolvimento destas espécies. As espécies clímax mostraram-se pouco sensíveis ao suprimento de P, refletindo um baixo requerimento na fase de mudas. Diferenças em relação à taxa de crescimento e ao tamanho das sementes podem estar ligadas ao comportamento contrastante observado para espécies pioneiras e clímax.

Keywords : grupos ecológicos; crescimento de mudas; adubação fosfatada.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese