SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.35 issue7Ammonium uptake kinetics and root growth of the rice cultivars Agulha and Bico GangaFusariosis control in black pepper plants with bacterial endophytes: survival and morphophysiological responses author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Pesquisa Agropecuária Brasileira

Print version ISSN 0100-204XOn-line version ISSN 1678-3921

Abstract

NOGUEIRA, REJANE JUREMA MANSUR CUSTÓDIO; MORAES, JOSÉ ANTÔNIO PROENÇA VIEIRA DE  and  BURITY, HÉLIO ALMEIDA. Curso diário e sazonal das trocas gasosas e do potencial hídrico foliar em aceroleiras. Pesq. agropec. bras. [online]. 2000, vol.35, n.7, pp.1331-1342. ISSN 0100-204X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-204X2000000700007.

Este trabalho objetivou avaliar o curso diário e sazonal das trocas gasosas, da temperatura foliar e do potencial hídrico da acerola (Malpighia emarginata D.C.), no campo. O experimento realizou-se no município de Paudalho, PE. Os valores da transpiração e do potencial da água foram, de modo geral, mais elevados no início da manhã e no final da tarde; os da resistência difusiva e temperatura foliar foram menores no início da manhã e no final da tarde. Houve uma limitação das trocas gasosas com o ambiente, em decorrência da redução da transpiração nas horas mais quentes do dia, sendo mais acentuada na estação seca e na matriz UFRPE 7. Os valores mínimos do potencial ocorreram na época seca, variando de -3,4 MPa (UFRPE 7) a -4,3 MPa (UFRPE 8), enquanto os valores máximos da resistência variaram de 16,30 s cm-1 (UFRPE 7) a 22,10 s cm-1 (UFRPE 8) na mesma estação. O potencial hídrico e a resistência difusiva mostraram forte correlação com o déficit de pressão de vapor. A maior capacidade fotossintética foi verificada em folhas maduras da matriz UFRPE 8. Os mecanismos fisiológicos apresentados pelas plantas demonstram que elas podem resistir a períodos de estresse hídrico quando estes se manifestam. A matriz UFRPE 8 é mais adaptada a períodos de estiagem do que a UFRPE 7.

Keywords : Malpighia emarginata; relação planta-água; folhas; fotossíntese; transpiração; resistência à temperatura; estresse hídrico.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License