SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 issue5Organogenesis of the leaf explant of Eucalyptus grandis x E. urophylla clonesGenetic divergence and representative tomato pinworm populations subcollection author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Pesquisa Agropecuária Brasileira

On-line version ISSN 1678-3921

Abstract

MACHADO, Luana de Lima; RAMOS, Maria Lucrécia Gerosa; CALDAS, Linda Styer  and  VIVALDI, Lúcio José. Seleção de matrizes e clones de mangabeira para o cultivo in vitro. Pesq. agropec. bras. [online]. 2004, vol.39, n.5, pp. 431-435. ISSN 1678-3921.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-204X2004000500004.

Altas taxas de mortalidade em viveiro de mudas de mangabeira (Hancornia speciosa) impedem seu uso na reversão do processo de degradação das terras e na manutenção da produtividade e integridade ambiental do Cerrado. O objetivo deste trabalho foi selecionar matrizes e clones, provenientes de propagação sexuada e assexuada, com potencial de propagação in vitro, para produção de mudas de mangabeira. Foram coletados frutos de 11 matrizes e de cada matriz selecionaram-se 24 sementes em bom estado fitossanitário. Após a desinfecção, as sementes foram inoculadas em meio MS, sem reguladores de crescimento, obtendo-se uma média de germinação de 92,4%, e as matrizes não apresentaram diferença significativa entre si. Na fase de multiplicação, em meio MS, com os reguladores de crescimento BAP (6-benzilaminopurina) e AIB (ácido indol-3-butírico), ambos na concentração de 1,28 mg L-1, a melhor matriz foi a C1 e o melhor clone foi o C1 15. Em todas as fases foi observada alta variabilidade, em menor porcentagem na matriz e maior porcentagem no clone dentro da matriz. A seleção deve ser realizada principalmente nos clones dentro da matriz.

Keywords : Hancornia speciosa; micropropagação; germinação in vitro; fruticultura tropical.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese