SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.44 número12Mudas de pera produzidas por dupla enxertia em marmeleiro utilizando o porta-enxerto 'Japonês'Comportamento meiótico anormal em três espécies de Crotalaria índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Pesquisa Agropecuária Brasileira

versão impressa ISSN 0100-204X

Resumo

MONTERO, Cândida Raquel Scherrer et al. Danos mecânicos na pós-colheita afetam qualidade de frutos de tangerinas 'Montenegrina' e 'Rainha'. Pesq. agropec. bras. [online]. 2009, vol.44, n.12, pp.1636-1640. ISSN 0100-204X.  https://doi.org/10.1590/S0100-204X2009001200011.

O objetivo deste trabalho foi avaliar a qualidade visual e química de tangerinas, após danos mecânicos por impacto. As cultivares de tangerina 'Montenegrina' e 'Rainha' foram submetidas a diferentes graus de impacto e avaliadas quanto à oleocelose e podridão, perda de massa de matéria fresca, sólidos solúveis totais, acidez total titulável e degradação do ácido ascórbico, bem como mudanças na cor do epicarpo. Os experimentos consistiram de três repetições de seis frutos, para cada cultivar, e o delineamento foi inteiramente casualizado. Os impactos produziram mudanças qualitativas internas nas tangerinas, mas as mudanças externas foram mínimas. As modificações mais importantes, produzidas por impacto nas frutas, foram as perdas de ácido cítrico e sólidos solúveis, o que aumentou a relação sólidos:acidez, e as perdas de ácido ascórbico. A tangerina da cultivar Montenegrina é mais susceptível a danos qualitativos internos do que a 'Rainha'.

Palavras-chave : Citrus deliciosa; perda de sabor; perda nutricional; dano físico.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons