SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.46 issue8Nutritional quality and postharvest greening of tubers from potato cultivarsPotential of an acoustic method for quantifying the activities of grazing cattle author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Pesquisa Agropecuária Brasileira

Print version ISSN 0100-204X

Abstract

GASPERIN, Bernardo Garziera et al. Progestágeno intravaginal para controle do estro e do parto em fêmeas suínas. Pesq. agropec. bras. [online]. 2011, vol.46, n.8, pp. 961-964. ISSN 0100-204X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-204X2011000800024.

O objetivo deste trabalho foi avaliar a utilização de dispositivos intravaginais (DIV) para o controle da reprodução em suínos. Porcas aos 112 dias de gestação receberam injeção de PGF2α (controle, n = 15) ou PGF2α com inserção de DIV contendo acetato de medroxiprogesterona (grupo DIV, n = 14) por 48 horas. As fêmeas iniciaram o parto 27,7±1,6 e 82,3±3,8 horas após aplicação de PGF2α nos grupos controle e tratado, respectivamente. Quanto ao controle do estro, dez porcas receberam DIV por 12 dias, iniciando imediatamente após o desmame, e o estro foi confirmado aos 17,25±0,17 dias após o desmame, em comparação a 4±0,25 dias no grupo controle. Dispositivos intravaginais com progestágeno podem ser utilizados no controle da reprodução em suínos.

Keywords : gestágenos; dispositivo intravaginal; parto; reprodução de suínos.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese