SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.47 número1Demanda de tração e propriedades físicas de um Argissolo em diferentes manejos e intensidades de tráfegoConcentração do ciclo de produção de pinhão-manso por meio de podas de formação ou de produção índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Artigo

Indicadores

Links relacionados

  • Não possue artigos similaresSimilares em SciELO

Compartilhar


Pesquisa Agropecuária Brasileira

versão impressa ISSN 0100-204X

Resumo

ABRAHAO, Sheila Andrade; PEREIRA, Rosemary Gualberto Fonseca Alvarenga; SOUSA, Raimundo Vicente de  e  LIMA, Adriene Ribeiro. Atividade antioxidante in vitro e in vivo de café bebida mole. Pesq. agropec. bras. [online]. 2012, vol.47, n.1, pp. 127-133. ISSN 0100-204X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-204X2012000100017.

O objetivo deste trabalho foi determinar a atividade antioxidante do café, bebida mole, in vivo e in vitro, antes e após a torração. Para a análise da atividade antioxidante in vitro, foram utilizados os métodos de sequestro de radicais livres (DPPH) e de atividade quelante de íons Fe2+. Foram utilizados, para o ensaio in vivo, ratos Zucker diabéticos, portadores de síndrome metabólica, e ratos Zucker controle. Os animais receberam doses diárias das bebidas de café, por gavagem, por 30 dias. Após o tratamento, foi realizada a avaliação de peroxidação lipídica. As amostras torradas apresentaram a maior percentagem de sequestro de radicais livres. As concentrações nas amostras de café verde e torrado foram similares às do padrão Trolox. Das amostras torradas, a torração média se destacou com maior atividade quelante de íons Fe2+. Os cafés verdes mostraram maior poder quelante do que os torrados. Compostos presentes no extrato diminuíram a lipoperoxidação hepática e renal que é comum em casos de diabetes e síndrome metabólica. O café apresenta atividade antioxidante e protege o fígado e os rins dos animais contra a lipoperoxidação comumente presente em quadros de diabetes mellitus tipo 2 e síndrome metabólica.

Palavras-chave : Coffea arabica; diabetes mellitus tipo 2; peroxidação lipídica; radicais livres.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português