SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.49 número9Determinação do volume de madeira em povoamento de eucalipto por escâner a laser aerotransportadoModelagem e quantificação da incerteza espacial do potássio disponível no solo por simulações estocásticas índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Pesquisa Agropecuária Brasileira

versão impressa ISSN 0100-204X

Resumo

DANTAS, Jussara Silva et al. Coeficiente de erodibilidade em sulcos e entressulcosde Argissolos coesos estimado pela cor do solo. Pesq. agropec. bras. [online]. 2014, vol.49, n.9, pp.700-707. ISSN 0100-204X.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-204X2014000900006.

O objetivo deste trabalho foi estimar o coeficiente de erodibilidade em sulcos e entressulcos, por meio de parâmetros da cor do solo. Foram selecionadas três áreas cultivadas com soja, em Argissolos Amarelos coesos do Leste Maranhense. Em cada área, foram retiradas 121 amostras na profundidade de 0,00-0,20 m. Foram determinados os valores de espectroscopia de reflectância difusa na faixa do visível, para obtenção dos valores de matiz, valor e croma. A partir destes constituintes da cor, foi calculado o índice de avermelhamento para cada amostra. Foram desenvolvidos modelos para avaliar o efeito de cada componente da cor sobre a erodibilidade em sulcos e entressulcos. Esses componentes apresentaram R2 que variou de 0,37 a 0,70. Os modelos gerados obtiveram R2 de 0,70 e 0,73, para entressulcos e sulcos, respectivamente. A cor do solo determinada por espectroscopia de reflectância difusa pode ser utilizada como método alternativo para estimar o coeficiente de erodibilidade de Argissolos Amarelos coesos.

Palavras-chave : cerrado; erosão do solo; espectroscopia de reflectância difusa; Formação Barreiras; funções de pedotransferência; pedometria..

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )