SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.51 issue9Inceptisol surface diagnostic horizons and use of δ13C as an additional attribute in the soil classificationDigital mapping of sand, clay, and soil carbon by Random Forest models under different spatial resolutions author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Pesquisa Agropecuária Brasileira

Print version ISSN 0100-204XOn-line version ISSN 1678-3921

Abstract

SIQUEIRA, Diego Silva et al. Susceptibilidade magnética para a caracterização de áreas com diferentes potenciais de produção de cana-de-açúcar. Pesq. agropec. bras. [online]. 2016, vol.51, n.9, pp.1349-1358. ISSN 0100-204X.  https://doi.org/10.1590/s0100-204x2016000900034.

O objetivo deste trabalho foi avaliar o uso da susceptibilidade magnética para caracterizar a variabilidade espacial dos atributos do solo e identificar áreas com diferentes potenciais de produção de cana-de-açúcar (Saccharum spp.). Foram coletadas amostras em 110 pontos (1 por cada 7 ha), nas camadas de 0,00-0,20 e 0,20-0,40 m, para determinação da suscetibilidade magnética e de atributos físicos e químicos do solo. O teor de fibra, a polarização da sacarose (POL) e a produtividade da cana-de-açúcar foram determinados em 33 pontos. O modelo de variabilidade espacial da susceptibilidade magnética foi 63 e 22% mais acurado em delimitar o potencial do solo para produção da cana-de-açúcar que os atributos físicos e químicos do solo, nas camadas de 0,00-0,20 e de 0,20-0,40 m de profundidade, respectivamente. O mapa da variabilidade espacial da susceptibilidade magnética apresentou forte correlação com o conteúdo de argila (0,83 e 0,89, respectivamente, para as camadas) e de areia (-0,84 e -0,88); moderada correlação com a matéria orgânica (-0,25 e -0,35), a soma de bases (-046 e 0,37), a capacidade de troca catiônica (0,22 e 0,47), o pH (-0,52 e 0,13) e a POL (0,43 e 0,53); e fraca correlação com a produtividade da cana-de-açúcar (0,26 e 0,23). A susceptibilidade magnética pode ser utilizada para caracterizar a variabilidade espacial dos atributos do solo e para identificar áreas com diferentes potenciais para produção de cana-de-açúcar.

Keywords : mapeamento detalhado; geoestatística; quantificação indireta; pedometria; semivariograma escalonado; correlação espacial.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )