SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.24 issue1The use of molecular markers in the genetic variability analysis of acerola (Malphighia emarginata)Organogenetic potential in stem and root tissue of japanese persimmon author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Fruticultura

Print version ISSN 0100-2945On-line version ISSN 1806-9967

Abstract

CITADIN, IDEMIR et al. Estádio da meiose do micrósporo como marcador do final da endodormência em pessegueiro. Rev. Bras. Frutic. [online]. 2002, vol.24, n.1, pp.23-28. ISSN 0100-2945.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-29452002000100006.

O objetivo deste trabalho foi testar a validade da técnica da meiose polínica como marcador do final da endodormência em pessegueiro, em condições de inverno subtropical. Determinou-se o número de unidades de calor (GDHºC - Growing Degree Hour Celsius) acumulado desde 1º de maio até o final da meiose e desta até 10 e 50 % de florescimento. Foram efetuadas correlações entre tétrades + pólen versus GDHºC e tétrades + pólen versus número de horas de frio (temperaturas do ar £ 7,2 ºC), nas diferentes datas de observação compreendidas entre 1º de maio e final da meiose. Pelos resultados dos dois anos de observação, verificou-se que há necessidade de calor para que as células-mãe de pólen atinjam o estádio de tétrades. O método da meiose polínica mostrou-se inadequado como marcador do final da endodormência em pessegueiro.

Keywords : unidades de calor; pólen; tétrades; Prunus persica; ecodormência.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · Portuguese ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License