SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.25 issue3Plant and branch characteristics of banana genotypes in four production cycles in Belmonte, Bahia stateGrowing of soursup seedlings (Anonna muricata L.) in substrate with simple superphosphate and earthworm author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Services on Demand

Journal

Article

Indicators

Related links

Share


Revista Brasileira de Fruticultura

Print version ISSN 0100-2945On-line version ISSN 1806-9967

Abstract

BORGES, Rogério de Sá  and  PIO, Rose Mary. Estudo comparativo das características dos frutos dos híbridos de tangerina: Nova, Murcott e Ortanique, na região de Capão Bonito, SP. Rev. Bras. Frutic. [online]. 2003, vol.25, n.3, pp.448-452. ISSN 0100-2945.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-29452003000300022.

O tangor Murcott representa 20% das tangerinas plantadas no Estado de São Paulo, sendo a segunda mais cultivada. Seus frutos têm excelente aceitação no mercado por apresentar boas características como tamanho adequado para o consumidor, coloração alaranjada forte tanto de casca quanto de polpa, resistência ao transporte, alto rendimento de suco e potencial para industrialização. Há necessidade de estudar o comportamento de outras variedades, para ampliar a diversidade da cultura da tangerina, que apresentem adequadas características para o mercado de fruta fresca e que possibilitem diferentes épocas de colheita. Diversas variedades de tangerinas, pré-selecionadas no Banco Ativo de Germoplasma de Citros, do Centro Avançado de Pesquisa Tecnológica do Agronegócio de Citros "Sylvio Moreira"/IAC/APTA fazem parte de experimentos conduzidos em 15 localidades do Estado de São Paulo. A região de Capão Bonito, situada no sudoeste paulista, constitui um dos locais onde o tangelo Nova e os tangores Murcott e Ortanique vêm apresentando resultados bastante satisfatórios quanto à qualidade de seus frutos. Avaliou-se neste trabalho, as características físico-químicas do tangelo Nova e dos tangores Murcott e Ortanique nos porta-enxertos limão Cravo e tangerina Cleópatra. Nova e Ortanique apresentaram valores de massa, diâmetro e forma do fruto e rendimento de suco, semelhantes aos do tangor Murcott. Quanto ao período de colheita, os frutos da variedade Nova apresentaram condições adequadas para consumo em maio e junho, já os frutos de Murcott podem ser colhidos em julho e agosto e a Ortanique em agosto e setembro. Assim sendo, há possibilidade de estender o período de safra desse grupo de tangerina, de dois para cinco meses, vindo inclusive a ocorrer num período de entressafra no hemisfério norte.

Keywords : Híbridos de tangerina; porta-enxertos; época de colheita.

        · abstract in English     · text in English     · English ( pdf )

 

Creative Commons License All the contents of this journal, except where otherwise noted, is licensed under a Creative Commons Attribution License