SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.26 número1Efeito do calcário dolomítico e nitrato de potássio no desenvolvimento inicial de mudas da bananeira 'Prata-Anã' (AAB), provenientes de cultura in vitroProdução do mamoeiro em função de adubação com nitrogênio, fósforo e potássio índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Fruticultura

versão impressa ISSN 0100-2945versão On-line ISSN 1806-9967

Resumo

SPIRONELLO, Ademar et al. Produção e qualidade de frutos de abacaxizeiro em resposta à adubação com NPK. Rev. Bras. Frutic. [online]. 2004, vol.26, n.1, pp.155-159. ISSN 0100-2945.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-29452004000100041.

Há falta de informações sobre adubação de abacaxizeiro em São Paulo. Assim, um experimento de campo com abacaxizeiro 'Smooth Cayenne' foi desenvolvido com o objetivo de estudar os efeitos de doses de NPK na produção e qualidade de frutos em Agudos, região central do Estado, num Argissolo Vermelho-Amarelo. Empregou-se um fatorial incompleto, com 32 tratamentos distribuídos em dois blocos. O P foi aplicado somente no plantio nas doses de 0; 80; 160 e 320 kg/ha de P205, como superfosfato. As doses de N e K2O foram 0; 175; 350 e 700 kg/ha, aplicadas como uréia e cloreto de potássio, respectivamente, parceladas em quatro aplicações, durante o período de crescimento da cultura. Ajustaram-se funções de resposta para a produção e características de qualidade dos frutos com o objetivo de estimar as doses de N, P e K para atingir valores máximos. Observou-se resposta quadrática na produção, com um máximo de 72 t/ha de frutos frescos estimado para as doses de 498 e 394 kg/ha de N e K2O, respectivamente. Para a maximização do tamanho do fruto e da porcentagem de frutos de primeira classe (massa maior que 2,6 kg), as doses de N e K foram, respectivamente, 11 e 43% maiores daquelas necessárias para atingir a produção máxima. Não foi observado efeito das doses de P no crescimento ou produção, mesmo com a baixa disponibilidade do nutriente no solo da área experimental. O aumento nas doses de N diminuiu o teor de sólidos solúveis totais e acidez total titulável, enquanto o oposto ocorreu com as doses de K, que aumentaram também os teores de vitamina C. Produção e tamanho de fruto apresentaram relação positiva com os teores de N e de K nas folhas.

Palavras-chave : abacaxi; Ananas comosus (L.) Merrill; nutrição mineral; crescimento; fertilidade do solo; região tropical.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons