SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 número1Utilização de pesticidas na produção de pêssegos 'Marli', nos sistemas de produção integrada e convencionalAtributos químicos e físicos de solos cultivados com bananeiras 'Prata-Anã' (AAB), em três níveis de produtividade, no norte de Minas Gerais índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Fruticultura

versão impressa ISSN 0100-2945versão On-line ISSN 1806-9967

Resumo

LUCENA, Eliseu Marlônio Pereira de et al. Alterações físicas e químicas durante o desenvolvimento de mangas 'Tommy Atkins' no vale de São Francisco, Petrolina-PE. Rev. Bras. Frutic. [online]. 2007, vol.29, n.1, pp.96-101. ISSN 0100-2945.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-29452007000100021.

O presente trabalho objetivou caracterizar o crescimento dos frutos de mangueira (Mangifera indica L.), cv. Tommy Atkins, da antese até a colheita comercial, visando à definição do ponto de colheita ideal baseado em determinações físicas e físico-químicas. Os frutos foram colhidos aos 35; 49; 63; 70; 77; 84; 98 e 112 dias após a antese (DAA), sendo feitas as seguintes determinações: diâmetro longitudinal, diâmetro ventral, diâmetro transversal, produto dos diâmetros, massa fresca, massa seca, massa e teor de água, escala de Blush para coloração da casca e sólidos solúveis. O trabalho indicou que as mangas atingiram a maturidade aos 98 DAA e que a massa seca, dentre os estudados, é o melhor indicador do estádio de desenvolvimento dos frutos.

Palavras-chave : Mangifera indica; fisiologia pós-colheita; crescimento do fruto; Tommy Atkins.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons