SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 número2Regeneração de plantas após fusão de protoplastos de tangelo 'Page' e toranja 'Lau Tau'Caracterização física de substratos à base de serragem e recipientes para crescimento de mudas de cacaueiro índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Fruticultura

versão impressa ISSN 0100-2945versão On-line ISSN 1806-9967

Resumo

SEIBERT, Eduardo et al. Efeito do hidrorresfriamento na qualidade de pêssegos 'Chimarrita' e 'Chiripá'. Rev. Bras. Frutic. [online]. 2007, vol.29, n.2, pp.333-338. ISSN 0100-2945.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-29452007000200028.

No presente trabalho, foram avaliados os efeitos do hidrorresfriamento para manutenção da qualidade em pêssegos 'Chimarrita' e 'Chiripá'. O hidrorresfriamento foi realizado por imersão em água com gelo a 5ºC, sendo o abaixamento da temperatura monitorado por 3 minutos. O tratamento-controle foi transferência para a câmara fria imediatamente após a colheita dos pêssegos. Os frutos foram armazenados a 0ºC ('Chiripá') e 0,5ºC ('Chimarrita') por 7; 14 e 21 dias e avaliados na colheita, nas saídas de frio, seguidos de 2 a 3 dias a 20ºC para o amadurecimento. O hidrorresfriamento foi efetivo em retirar o calor de campo dos frutos. Os frutos hidrorresfriados desidrataram mais na armazenagem, e pêssegos de ambos os tratamentos apresentaram murchamento no amadurecimento. A ocorrência de podridões não diferiu entre pêssegos hidrorresfriados e controles no armazenamento, nas duas cultivares, mas foram maiores no tratamento-controle, no amadurecimento na 'Chimarrita'. A firmeza da polpa foi igual entre os tratamentos na 'Chimarrita' e superior nos pêssegos 'Chiripá' hidrorresfriados durante a armazenagem. No amadurecimento a 20°C, a firmeza de polpa de ambas as cultivares decresceu a valores semelhantes nos frutos-controle e nos hidrorresfriados. Após 21 dias em frio, 50% dos pêssegos da cv. Chiripá e 15% dos pêssegos da cv. Chimarrita, de ambos os tratamentos, apresentaram lanosidade. O distúrbio retenção de firmeza ocorreu em 20% dos pêssegos 'Chiripá' e em 50% dos 'Chimarrita'.

Palavras-chave : Frutas de caroço; pré-resfriamento; frigoconservação; danos de frio.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · Português ( pdf epdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons