SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.29 número3Qualidade do mamão cv. Solo submetido ao choque térmico e tratamento quarentenário por radiação gamaAnálise do mercado do abacaxi comercializado na CEAGESP - São Paulo índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Revista Brasileira de Fruticultura

versão impressa ISSN 0100-2945

Resumo

MARQUES, Abi Soares Anjos et al. Seca dos ponteiros da goiabeira causada por Erwinia psidii: níveis de incidência e aspectos epidemiológicos. Rev. Bras. Frutic. [online]. 2007, vol.29, n.3, pp. 488-493. ISSN 0100-2945.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-29452007000300016.

Um dos fatores limitantes ao cultivo da goiabeira no Brasil é a 'seca dos ponteiros', causada por Erwinia psidii, presente nas regiões Sudeste e Centro-Oeste, onde se concentram grandes áreas produtoras. Considerando a pequena disponibilidade de informações sobre a epidemiologia e níveis de incidência dessa bacteriose, este estudo teve como objetivos: confirmar a distribuição e verificar a dispersão da seca dos ponteiros da goiabeira no Distrito Federal; investigar o efeito da temperatura sobre a multiplicação in vitro de E. psidii; desenvolver um teste de patogenicidade prático e eficiente e avaliar a sobrevivência in vitro da bactéria em diferentes substratos. A doença foi identificada em 56% das propriedades produtoras avaliadas no DF, com 81,9% de correlação entre a presença de sintomas e o diagnóstico laboratorial. A melhor faixa de temperatura para multiplicação de E. psidii foi de 24 a 33 ºC, e a bactéria permaneceu viável por até 120 dias em suspensão em água. A inoculação da bactéria em folhas ou hastes destacadas levou ao aparecimento de sintomas a partir do sétimo dia e mostrou-se eficiente como um teste rápido para se avaliar a patogenicidade de isolados.

Palavras-chave : Psidium guajava; bacteriose; sobrevivência in vitro; teste de patogenicidade.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português