SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.30 issue2Post harvest preservation of red strawberry-guavas as affected by maturity stage and storage temperatureInfluence of the renewal pruning and control of the rust in the carbohydrate reserves and production of precocious peach tree author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Fruticultura

Print version ISSN 0100-2945

Abstract

CITADIN, Idemir et al. Escala diagramática para avaliação da severidade de bacteriose em pessegueiro. Rev. Bras. Frutic. [online]. 2008, vol.30, n.2, pp. 327-330. ISSN 0100-2945.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-29452008000200010.

Uma escala diagramática para quantificar a severidade da bacteriose em folhas de pessegueiro (Prunus persica), causada por Xanthomonas arboricola pv. pruni, foi desenvolvida e validada. A escala considerou os limites de severidade mínima e máxima da doença observados no campo, e os níveis intermediários seguiram incrementos logarítmicos, obedecendo-se à"Lei do estímulo de Weber-Fechner". A escala consta de seis níveis: 0,5; 1,5; 4,3; 12,0; 29,1 e 55,3%, sendo avaliada por sete indivíduos sem experiência na avaliação da bacteriose em pessegueiro. Inicialmente, a estimativa da severidade foi feita sem auxílio da escala em 50 folhas com diferentes níveis de severidade. Em seguida, os mesmos avaliadores utilizaram a escala diagramática proposta. Por meio de regressão linear, confrontando-se valores de severidade reais e estimados, analisaram-se a acurácia e a precisão dos avaliadores. Constataram-se acurácia e precisão das estimativas visuais efetuadas com o auxílio da escala diagramática. A escala diagramática proposta foi considerada adequada para estimar a severidade de bacteriose em pessegueiro, podendo ser utilizada para estudos epidemiológicos e de avaliação de estratégias de controle desta doença.

Keywords : patometria; severidade.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese