SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.31 número1Diversidade genética de aceroleiras (Malphigia emarginata D.C.), utilizando marcadores moleculares RAPD e características morfoagronômicasModo de reprodução preferencial de plantas hermafroditas de mamoeiro (Carica papaya L; Caricaceae) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Fruticultura

versão impressa ISSN 0100-2945versão On-line ISSN 1806-9967

Resumo

SILVA, Edson Ferreira da; MARTINS, Luiza Suely Semen  e  OLIVEIRA, Visêldo Ribeiro de. Diversidade e estrutura genética de populações em cajazeira (spondias mombin l.) no nordeste do Brasil. Rev. Bras. Frutic. [online]. 2009, vol.31, n.1, pp.171-181. ISSN 0100-2945.  https://doi.org/10.1590/S0100-29452009000100024.

A espécie S. mombin L. é uma árvore frutífera de origem americana pertencente à família Anacardiaceae . No Brasil, é encontrada nos mais variados tipos de vegetação, porém é mais freqüente na Mata Atlântica e na Floresta Amazônica. Destaca-se economicamente por seus frutos serem amplamente consumidos in natura ou utilizados na indústria, principalmente para fabricação de polpas, geléias, sucos e sorvetes. As folhas têm grande importância para a indústria farmacêutica, por possuírem propriedades antibacterianas. No Estado de Pernambuco, a cajazeira encontra-se amplamente distribuída na Zona da Mata, ocorrendo com menos freqüência no Agreste e Sertão. Neste trabalho, estudaram-se a diversidade e a estrutura genética de populações de cajazeiras na Zona da Mata do Estado de Pernambuco, Nordeste do Brasil, por meio da análise do polimorfismo isoenzimático obtido por eletroforese. Os resultados revelaram 100 % de polimorfismo para nove alelos, sendo que o número médio de alelos por loco foi de 2,4. A heterozigosidade esperada variou de 0,530 a 0,574, e a heterozigosidade observada variou de 0,572 a 0,735. Não se verificou endogamia nas populações, sendo que o valor médio de FIT foi de -0,175, intrapopulacional ( f ) variou de -0,08 a -0,37. A diferenciação entre as populações (FST) variou de 0,006 a 0,028, sendo que o valor médio de 0,026 e, o fluxo gênico estimado entre as populações (Nm) foram altos (5,27). A população CG-IPA, que constitui a Coleção de Germoplasma do IPA, apresentou acima de 96% de identidade genética com as demais populações e, portanto, tem alta representatividade na diversidade existente na região.

Palavras-chave : Isoenzimas; conservação de germoplasma; diversidade genética.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )

 

Creative Commons License Todo o conteúdo deste periódico, exceto onde está identificado, está licenciado sob uma Licença Creative Commons