SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.31 número1Variabilidade de índices de firmeza em figo utilizando ponteira cilíndrica e pratos planosCaracterização de genes diferencialmente expressos na interação entre maçã 'Fuji' e Botryosphaeria dothidea índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Revista Brasileira de Fruticultura

versão impressa ISSN 0100-2945

Resumo

ITO, Letícia Akemi et al. Seleção de porta-enxertos resistentes ao cancro da haste e seus efeitos na produtividade de melão 'Bônus nº 2'. Rev. Bras. Frutic. [online]. 2009, vol.31, n.1, pp. 262-267. ISSN 0100-2945.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-29452009000100037.

A utilização de porta-enxertos resistentes a condições adversas é uma alternativa no controle de doenças, e a enxertia tem-se destacado no controle de patógenos habitantes de solo de diversas frutas e olerícolas. Diante disto, o presente trabalho teve por objetivos selecionar porta-enxertos resistentes ao cancro da haste e avaliar seus efeitos na produtividade de melão-rendilhado. Para a seleção de genótipos resistentes à Didymella bryoniae, foram utilizados 17 genótipos de cucurbitáceas. Dentre estes, apenas Melancia- Charleston-Gray e Melão-Redondo-Amarelo foram suscetíveis ao patógeno. Para efeitos da produtividade, foram enxertados sobre os genótipos resistentes, melão-rendilhado 'Bônus nº 2'. O porta-enxerto Benincasa hispida é o mais indicado para melão- rendilhado.

Palavras-chave : porta-enxerto; enxertia; Didymella bryoniae; Cucumis melo L.

        · resumo em Inglês     · texto em Português     · pdf em Português