SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.31 issue2Water supply, solar radiation and photosynthesis in 'Cabernet Sauvignon' grapevines under plastic coveringPruning time in the production of 'Roxo de Valinhos' green fig in organic sistem in the west region of Paraná State author indexsubject indexarticles search
Home Pagealphabetic serial listing  

Revista Brasileira de Fruticultura

Print version ISSN 0100-2945

Abstract

HAWERROTH, Fernando José et al. Efeito do frio e do desponte na brotação de gemas em pessegueiro. Rev. Bras. Frutic. [online]. 2009, vol.31, n.2, pp. 440-446. ISSN 0100-2945.  http://dx.doi.org/10.1590/S0100-29452009000200018.

O objetivo do trabalho foi avaliar a resposta de três cultivares de pessegueiro quanto à brotação de gemas, em ramos com ou sem desponte, quando submetidas a diferentes períodos de exposição ao frio. Ramos de ano das cultivares Coral, Eragil e Rubidoux foram submetidas ao frio complementar (0; 312; 624 e 1.248 unidades de frio). Posteriormente, metade dos ramos foram mantidos inteiros e nos demais efetuou-se o desponte, com a retirada da gema apical. Os ramos foram mantidos em câmara de crescimento a 25ºC, sendo avaliado o percentual de brotação de gemas vegetativas e floríferas aos 15 e 30 dias após início da exposição a 25ºC. O desponte incrementou a brotação de gemas vegetativas em todas as cultivares avaliadas. O efeito do desponte sobre a brotação das gemas vegetativas foi variável conforme as unidades de frio aos quais os ramos foram expostos, sendo evidenciado maior efeito do desponte nos tratamentos com maior exposição ao frio.

Keywords : dominância apical; dormência; Prunus persica (L.) Batsch; requerimento em frio.

        · abstract in English     · text in Portuguese     · pdf in Portuguese