SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.38 número2TAMANHO ÓTIMO DE PARCELAS E NÚMERO DE REPETIÇÕES EM EXPERIMENTOS DE CAMPO COM MAMOEIRODESEMPENHO DE GERAÇÕES DO MAMOEIRO UENF/CALIMAN 01 E CORRELAÇÕES ENTRE GERMINAÇÃO, DESENVOLVIMENTO VEGETATIVO E REPRODUTIVO índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Fruticultura

versão impressa ISSN 0100-2945versão On-line ISSN 1806-9967

Resumo

KIILL, LÚCIA HELENA PIEDADE et al. AVALIAÇÃO DE CARACTERÍSTICAS FLORAIS DE HÍBRIDOS DE MELOEIRO (Cucumis melo L.) NA ATRATIVIDADE DE POLINIZADORES. Rev. Bras. Frutic. [online]. 2016, vol.38, n.2, e-531.  Epub 30-Jun-2016. ISSN 0100-2945.  https://doi.org/10.1590/0100-29452016531.

A morfologia e biologia floral são consideradas como características importantes nas interações planta-polinizador e podem influenciar o comportamento desses agentes. O objetivo deste trabalho foi verificar quais os atributos florais de híbridos de diferentes tipos de meloeiro poderiam influenciar nessa interação e, consequentemente, na sua atratividade em cultivos simultâneos. O estudo foi realizado na região de Petrolina-PE/Juazeiro-BA e Mossoró-RN, em áreas com os híbridos de meloeiro do tipo amarelo, pele de sapo, cantaloupe e gália. Para o estudo da morfologia e biologia floral foram selecionadas flores hermafroditas e masculinas de cada híbrido, que foram avaliadas em relação às suas dimensões e da câmara nectarífera, produção de pólen e de néctar, horário de abertura e tempo de vida da flor. Os visitantes florais foram observados concomitantemente em híbridos de três tipos de meloeiro, no período de 5h00 às 18h00, nos dois locais de estudo. As avaliações do diâmetro da corola e da altura da flor mostraram que as flores hermafroditas apresentaram dimensões maiores que as masculinas em todos os tipos de meloeiro avaliados, em ambos os locais de estudo. Quanto à câmara nectarífera, as flores masculinas apresentaram dimensões maiores para a largura, porém menores para a altura, quando comparadas às flores hermafroditas. Para o volume do néctar, diferenças foram registradas entre os tipos florais para os híbridos avaliados nos dois locais estudados, sendo que as flores hermafroditas produziram de 2 a 7 vezes mais néctar do que as masculinas em todos os híbridos estudados. As observações da visitação de abelhas Apis mellifera em áreas com floração simultânea dos três tipos de meloeiro mostraram que houve diferenças na frequência de visitas na comparação entre os híbridos, tipo floral e o recurso forrageado. As flores dos híbridos Pele de Sapo e Cantaloupe apresentaram maior diâmetro da corola, maiores dimensões da câmara nectarífera e oferta de recurso para forrageio, os quais poderiam justificar a maior visitação de suas flores nos locais estudados.

Palavras-chave : antese; Cucurbitaceae; néctar; pólen; recurso floral.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf )