SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 número2COMPARAÇÃO DA QUALIDADE DE MORANGOS ORGÂNICOS E CONVENCIONAIS DE VÁRIAS PROPRIEDADESQUALIDADE DE BANANA ORGÂNICA PRODUZIDA NO SEMIÁRIDO DE MINAS GERAIS índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Fruticultura

versão impressa ISSN 0100-2945versão On-line ISSN 1806-9967

Resumo

ASTUDILLO, YANIK IXCHEL MALDONADO et al. DIVERSIDADE QUÍMICA E FENOTÍPICA DAS AMEIXAS MEXICANAS (Spondias purpurea L.) DOS ESTADOS DE GUERRERO E MORELOS, MÉXICO. Rev. Bras. Frutic. [online]. 2017, vol.39, n.2, e-610.  Epub 05-Jun-2017. ISSN 0100-2945.  http://dx.doi.org/10.1590/0100-29452017610.

Frutos de 86 ecotipos de ameixa mexicana foram colhidos dos estados de Guerrero e Morelos durante a estação seca. Destes frutos, 22 foram ecotipos selvagens e 64 variedades cultivadas. Entre as variáveis medidas, aquelas com os maiores coeficientes de variação foram cor, sabor e massa (> 45%), destacando-se a presença de considerável variabilidade intra-espécies. A análise de clusters separou os 86 acessos em 5 grupos, principalmente com base na cor, sabor, comprimento e massa. Os membros dos três primeiros grupos apresentaram epicarpos vermelhos (Grupo I), amarela (Grupo II) ou púrpura (Grupo III) e maiores valores de massa (12,2-16 g), comprimento (29,6-33,9 mm), rendimento de polpa (68,8 -71,9%), TSS (11,16-11,52 ° Brix) e índice de aroma (14,5-18,3), tornando-os adequados para uso hortícola e consumo fresco. Os ecotipos selvagens se agruparam nos restantes dois grupos e consistiram em pequenas drupas vermelhas (23,2-27,7 mm, 5,5-8,2 g) de diferentes tonalidades. A cor vermelha cereja dos frutos do Grupo IV sugere possíveis propriedades antioxidantes devido à presença de pigmentos polifenólicos que poderiam ser de interesse para as indústrias farmacêutica e cosmética. Por fim, os frutos do Grupo V, sendo os mais ácidos (pH 2,7- 2,1% de acidez), podendo ser mais adequados para a preparação de conservas e molhos.

Palavras-chave : Qualidade; análise discriminante canônica; análise de agrupamento; diversidade genética; culturas subutilizadas.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf epdf )