SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 número2INDUÇÃO DE RESISTÊNCIA EM MUDAS DE VIDEIRA A Xanthomonas campestris pv. viticolaBACTÉRIAS ENDOFÍTICAS COMO BIOINOCULANTES PARA MUDAS MICROPROPAGADAS DE BANANEIRA índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Fruticultura

versão impressa ISSN 0100-2945versão On-line ISSN 1806-9967

Resumo

APARECIDO, LUCAS EDUARDO DE OLIVEIRA et al. MODELOS AGROMETEOROLÓGICOS NÃO-LINEARES PARA ESTIMAR O DESENVOLVIMENTO DE FRUTOS DE LICHIA. Rev. Bras. Frutic. [online]. 2017, vol.39, n.2, e-169.  Epub 22-Jun-2017. ISSN 0100-2945.  http://dx.doi.org/10.1590/0100-29452017169.

A influência do clima no desenvolvimento de frutos de lichia é complexa, e poucos trabalhos abordam a questão. Objetivou-se com este trabalho determinar modelos agrometeorológicos para simular o desenvolvimento da matéria fresca (FM), matéria seca (DM), comprimento do fruto (FE), diâmetro do fruto (DI), volume do fruto (VO) e número de frutos (FN) de lichia “bengal”. Foram feitas 3 análises distintas: (a) analisaram-se as influências médias dos elementos meteorológicos nas taxas de variações do crescimento dos frutos; (b) estimou-se o desenvolvimento dos frutos por modelos agrometeorológicos, para tanto, empregaram-se modelos de regressões não lineares sigmoidais; (c) também foi simulado o desenvolvimento dos frutos utilizando regressão não linear com duas variáveis climáticas conjuntamente, buscando a melhoria da acurácia. Como resultado, analisando de forma média a influência das taxas de variação dos elementos meteorológicos nas taxas de crescimento dos frutos de lichia, verificou-se que a taxa de déficit hídrico (WD) em torno de 5 mm maximiza a FM, DM, LE, DI e VO. O aumento da taxa de evapotranspiração potencial (PET), evapotranspiração atual (AET) e graus-dias (DD) diminuem o LE, NF e aumentam o VO. Os modelos ajustados para a estimação dos valores ao longo do desenvolvimento dos frutos mostraram que o acúmulo de WD, PET, AET e DD tem relação sigmoidal em todas as variáveis de crescimento dos frutos, exceto para FN. O FN decresceu com o aumento do WD, PET, AET e DD. Os modelos multivariados ajustados foram acurados, uma vez que o maior erro encontrado foi de 6,45 (cm3) (VO). Os melhores modelos encontrados foram: FM = f(SWD, DD), LE = f(SAET, DD), DI = f(SWD, DD), VO = f(SWD, DD) e FN = f(SAET, WD).

Palavras-chave : análise de crescimento; déficit hídrico; número de frutos; clima.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf epdf )