SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 número3CARACTERIZAÇÃO DE ISOLADOS DE Fusarium oxysporum E RESISTÊNCIA DE GENÓTIPOS DE MARACUJAZEIRO À FUSARIOSEREGULADORES DO CRESCIMENTO E SUBSTRATOS NA PROPAGAÇÃO VEGETATIVA DE NANCHE (Malpighia mexicana A. Juss. E Byrsonima crassifolia (L.) H.B.K.) índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Fruticultura

versão impressa ISSN 0100-2945versão On-line ISSN 1806-9967

Resumo

MIELE, ALBERTO  e  RIZZON, LUIZ ANTENOR. INTERAÇÃO ENTRE PORTA-ENXERTO E COPA:2. EFEITO NA COMPOSIÇÃO DO MOSTO DA UVA CABERNET SAUVIGNON. Rev. Bras. Frutic. [online]. 2017, vol.39, n.3, e-434.  Epub 17-Ago-2017. ISSN 0100-2945.  http://dx.doi.org/10.1590/0100-29452017434.

A interação entre o porta-enxerto, a copa e o ambiente pode induzir diferentes respostas à fisiologia da videira e, consequentemente, à composição da uva. Os vinhedos da Serra Gaúcha são estabelecidos em diferentes tipos de solo, cada um apresentando propriedades morfológicas e físico-químicas particulares. Além disso, as videiras são enxertadas em uma grande diversidade de porta-enxertos. Portanto, esta pesquisa teve como objetivo determinar o efeito de 15 porta-enxertos na composição do mosto da uva Cabernet Sauvignon (CS). Utilizaram-se os seguintes porta-enxertos: Rupestris du Lot, Mgt. 101-14, C 3309, Mgt. 420A, K 5BB, C 161-49, SO4, Solferino, P 1103, R 99, R 110, Gravesac, Fercal, Dogridge e Isabel, que, juntos, apresentam certa diversidade genética. O delineamento experimental foi em blocos casualizados, com 15 tratamentos, três repetições e 10 plantas por parcela. As uvas, maduras, foram colhidas durante quatro anos e, após, esmagadas para vinificação. Em seguida, os mostos foram centrifugados para separar a fase sólida da líquida, a qual foi usada para as análises de variáveis relacionadas a açúcar, acidez e minerais. Os dados foram submetidos à análise de correlação e à Análise de Componentes Principais. Os principais resultados da média dos quatro anos mostram que os mostos das combinações CS/Mgt. 101-14, CS/C 161-49, CS/C 3309, CS/Rupestris du Lot e CS/Gravesac tiveram, em geral, maiores valores de densidade, sólidos solúveis totais, pH e relação °Brix/acidez titulável e menores de acidez titulável, a qual foi elevada nos mostos de CS/R 99, CS/R 110, CS/Dogridge e CS/P 1103. As maiores concentrações de potássio foram as dos mostos de uvas provenientes de CS/SO4 e CS/K 5BB. A acidez titulável não se correlacionou com a densidade e os sólidos solúveis totais, mas positivamente com a produtividade do vinhedo. O pH correlacionou-se positivamente com a densidade, os sólidos solúveis totais e a concentração de potássio.

Palavras-chave : Vitis vinifera; videira; enxertia; composição; minerais.

        · resumo em Inglês     · texto em Inglês     · Inglês ( pdf epdf )