SciELO - Scientific Electronic Library Online

 
vol.39 número3INTERAÇÃO ENTRE PORTA-ENXERTO E COPA:2. EFEITO NA COMPOSIÇÃO DO MOSTO DA UVA CABERNET SAUVIGNONTIPOS DE ESTACAS E ESTAÇÃO DO ANO NA MULTIPLICAÇÃO DA AMOREIRA-PRETA índice de autoresíndice de assuntospesquisa de artigos
Home Pagelista alfabética de periódicos  

Serviços Personalizados

Journal

Artigo

Indicadores

Links relacionados

Compartilhar


Revista Brasileira de Fruticultura

versão impressa ISSN 0100-2945versão On-line ISSN 1806-9967

Resumo

PERALTA, MARÍA DE LOS ÁNGELES MALDONADO et al. REGULADORES DO CRESCIMENTO E SUBSTRATOS NA PROPAGAÇÃO VEGETATIVA DE NANCHE (Malpighia mexicana A. Juss. E Byrsonima crassifolia (L.) H.B.K.). Rev. Bras. Frutic. [online]. 2017, vol.39, n.3, e-700.  Epub 17-Ago-2017. ISSN 0100-2945.  http://dx.doi.org/10.1590/0100-29452017700.

O nanche é uma frutífera que produz grande parte do ano e pouco se sabe sobre sua propagação assexuada; portanto, o objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito de substratos, enraizamento em estacas de nanche vermelho, rosa e amarelo, coletadas em Santa Maria Zoquitlán Oaxaca, México. Supõe-se que a utilização de reguladores de crescimento aumentará o enraizamento e a sobrevivencia das estacas caulinares. A pesquisa foi realizada no Colégio de Pós–Graduação, Campus Montecillo. O primeiro experimento foi realizado na primavera–verão, utilizando estacas de 16 cm, 384 apicais e sub-apicais sem folhas, de cada tipo de nanche. Bandejas de 5L foram preenchidas com esfagno, perlita + esfagno e areia + fibra de coco (3:1 v/v). Aproximadamente 5 cm da base das estacas foram impregnados com AIB a 3.000, 6.000 e 10.000 ppm, na forma de talco e um controle. O segundo experimento foi realizado em outono-inverno, usando 108 estacas lenhosas com 3 pares de folhas, de cada nanche. Como substrato foi usado areia + esfagno (3:1 v/v) e a base das estacas foram tratadas com AIB a 3.000 e 6.000 ppm, um produto comercial Biozyme*TF®, com apresentação na forma líquida e um controle. As bandejas semeadas foram cobertas com sacos de plástico transparente. O delineamento experimental foi em blocos inteiramete casualizados. Foi avaliada a porcentagem de sobrevivência, de brotação e enraizamento. Os valores foram transformados utilizando a função arcoseno, e submetidas à análise de variância (teste F) e as médias comparadas pelo teste Tukey a 5% de probabilidade. As estacas com folhas, plantadas em outono apresentaram melhor sobrevivência e brotação. O AIB a 6.000 ppm melhorou a brotação de estacas apicais e o enraizamento em sub-apicais; o produto Biozyme*TF® não é recomendado para o enraizamento das estacas. O nanche vermelho tem melhor enraizamento do que o rosa e amarelo.

Palavras-chave : propagação assexuada; auxina; nanche vermelho; nanche rosa; nanche amarelo.

        · resumo em Espanhol     · texto em Espanhol     · Espanhol ( pdf epdf )